10 mulheres pioneiras que marcaram a história do futebol no Brasil

Fabio Utz
·4 minuto de leitura

O futebol feminino brasileiro tem, sim, muita história. E, no Dia Internacional da Mulher, o 90min relembra 10 brasileiras que, cada uma em sua função, foram pioneiras no esporte. A elas, todos os nossos aplausos!

1. Edina Alves Batista

Soccrates Images/Getty Images
Soccrates Images/Getty Images

Ela foi a primeira árbitra brasileira a apitar jogos de Copa do Mundo feminina (2019) e Mundial de Clubes (2020, que ocorreu em 2021). Tem 41 anos e é um dos principais nomes da arbitragem nacional na atualidade.

2. Silvia Regina de Oliveira

Primeira mulher a apitar na Série A do Brasileirão. | Marcelo Ferrelli/Gazeta Press
Primeira mulher a apitar na Série A do Brasileirão. | Marcelo Ferrelli/Gazeta Press

Em 2003, se tornou a primeira mulher a arbitrar uma partida da Série A do Campeonato Brasileiro - o jogo foi entre Guarani e São Paulo, com vitória o tricolor, em Campinas, por 1 a 0. Por sua qualidade, carregou consigo o escudo da Fifa entre 2001 e 2007.

3. Marta

Quality Sport Images/Getty Images
Quality Sport Images/Getty Images

Natural de Dois Riachos, em Alagoas, a camisa 10 é considerada a maior jogadora de futebol da história. Maior artilharia de todos os tempos em Copas do Mundo, já ganhou o prêmio de melhor atleta do mundo em seis oportunidades, se tornando a primeira brasileira a receber o troféu.

4. Zuleide Ranieri

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nascida na cidade de Fortaleza de Minas (interior de São Paulo), em 27 de novembro de 1945, foi a primeira mulher a narrar partidas de futebol no Brasil. Na década de 1970, integrou a equipe inaugural da Rádio Mulher. Seu slogan marcou época: “Uma mulher a mais no estádio, um palavrão a menos”.

5. Sissi

TIM SLOAN/Getty Images
TIM SLOAN/Getty Images

É apontada, por muitos, como a primeira craque do futebol brasileiro. Meio-campista muito habilidosa, foi, por exemplo, artilheira da Copa do Mundo de 1999, quando o Brasil chegou em terceiro lugar. Vestiu a camisa da seleção por 12 anos.

6. Léa Campos

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A brasileira, nascida em 1945, é reconhecida como “a primeira mulher árbitra de futebol profissional do mundo”. Tem diplomação em educação física e jornalismo. Integrou o quadro da Fifa entre 1971 e 1974.

7. Roseli

Ezra Shaw/Getty Images
Ezra Shaw/Getty Images

A primeira Copa do Mundo de futebol feminino ocorreu somente no ano de 1991. E coube a Roseli a honraria de ser a primeira mulher a vestir a camisa 10 da seleção. Naquela competição, o Brasil foi eliminado ainda na fase de grupos. Porém, alguns nomes, como Roseli, começaram a colocar seu nome na história.

8. Regiani Ritter

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Se destacou por ser a primeira mulher a exercer a função de repórter esportiva no Brasil. Começou na década de 1970 cobrindo folgas de setoristas dos clubes na Rádio Gazeta. Anos depois, passou a participar das transmissões da TV Gazeta.

9. Emily Lima

NELSON ALMEIDA/Getty Images
NELSON ALMEIDA/Getty Images

Foi anunciada, em novembro de 2016, como a primeira mulher a dirigir a seleção brasileira feminina. À época, ela tinha apenas 36 anos. Ficou no cargo por menos de um ano.

10. Marilene Dabus

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Foi a primeira setorista de clube da imprensa brasileira, assumindo o posto no Flamengo para o jornal Última Hora. Apareceu para o jornalismo em 1969, em meio a um mercado machista, ao participar de um programa de conhecimentos sobre o Flamengo na TV Tupi. Faleceu no ano passado, com 80 anos.