As 10 maiores atuações de goleiros em disputas por pênaltis

·3 minuto de leitura

Neste sábado (22), Vasco e Botafogo se enfrentaram pela Taça Rio. O grande herói da partida foi Vanderlei, goleiro do Cruzmaltino, responsável por salvar três pênaltis na disputa final. Tendo esse raro acontecimento como gancho, fomos buscar ocorrências semelhantes no futebol mundial e olha que encontramos arqueiros que defenderam cinco penalidades máximas. Confira.

1. Claudio Bravo - Seleção Chilena

Goleiro praticamente colocou o Chile na final. | Dean Mouhtaropoulos/Getty Images
Goleiro praticamente colocou o Chile na final. | Dean Mouhtaropoulos/Getty Images

Nas semifinais da Copa das Confederações de 2017, Claudio Bravo, arqueiro do Chile, defendeu as cobranças dos portugueses Ricardo Quaresma, João Moutinho e Nani. La Roja se classificou à final, mas acabou sendo derrotada pela Alemanha na grande decisão, por 1 a 0. De qualquer maneira, o feito entra na história...

2. Danijel Subasic e Kasper Schmeichel (Dinamarca x Croácia)

Arqueiros tiveram atuação impressionante. | Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images
Arqueiros tiveram atuação impressionante. | Robbie Jay Barratt - AMA/Getty Images

Copas do Mundo sempre reservam acontecimentos singulares. Em 2018, nas quartas de final, Dinamarca e Croácia deixaram o placar igualado em 1 a 1. Ainda nos minutos finais da prorrogação, a história dos arqueiros começou a ser escrita, com Schmeichel defendendo um pênalti de Luka Modric.

A definição, então, seguiu nas penalidades máximas, onde Subasic agarrou três vezes, enquanto o dinamarquês, que já havia salvado uma cobrança, anotou mais duas. A Seleção Croata seguiu na competição.

3. Fábio - Cruzeiro

Fábio em ação pelo Cruzeiro. | JUAN MABROMATA/Getty Images
Fábio em ação pelo Cruzeiro. | JUAN MABROMATA/Getty Images

Nas quartas de final da Copa do Brasil de 2018, Fábio, do Cruzeiro, defendeu três cobranças dos santistas Bruno Henrique, Rodrygo e Jean Mota. A performance destacada colocou a Raposa na semifinal, após derrota por 2 a 1 no tempo regular da competição.

4. Daniel Batz - Saarbrücken

Batz defendeu quatro pênaltis. | Christof Koepsel/Getty Images
Batz defendeu quatro pênaltis. | Christof Koepsel/Getty Images

Defender uma penalidade máxima em momento decisivo é de impressionar. Três é muito raro. Agora, quatro... não há palavras para definir um acontecimento assim. Em partida válida pela Copa da Alemanha, Daniel Batz, do Saarbrücken, salvou um pênalti ainda nos minutos finais do segundo tempo. Com tudo igual no placar (1 a 1), a decisão seguiu e o arqueiro agarrou as cobranças de Karaman, Stöger, Zimmermann e Jorgensen - jogadores do Fortuna Dusseldorf. Sim, foram quatro.

5. Marcos - Palmeiras

Marcos é um dos maiores ídolos da história do Palmeiras. | LatinContent/Getty Images
Marcos é um dos maiores ídolos da história do Palmeiras. | LatinContent/Getty Images

Marcos não poderia ficar fora desta lista. Nas quartas de final da Libertadores 2001, disputada entre Cruzeiro e Palmeiras, o goleiro calou um Mineirão lotado ao salvar os pênaltis batidos por Luisão, Ricardinho e Marcos Paulo. Depois do empate por 2 a 2 no tempo normal, a Raposa caiu nas penalidades por 4 a 3.

6. Paul Izzo e Liam Reddy (Perth Glory x Adelaide)

Naquele gol não passou nada! | Paul Kane/Getty Images
Naquele gol não passou nada! | Paul Kane/Getty Images

Na semifinal do Campeonato Australiano de 2019, os dois arqueiros envolvidos foram grandes protagonistas. Paul Izzo, do Adelaide, conseguiu agarrar três pênaltis, mesmo com dores no tornozelo. Contudo, quem saiu consagrado foi Liam Reddy, do Perth Glory - clube do ex-volante Amaral. O goleiro converteu uma cobrança e defendeu outras quatro. Serviço completo, certo?

7. Diego Alves - Flamengo

A Supercopa do Brasil foi mais ou menos assim: pênalti cobrado e defesa de Diego Alves. | Buda Mendes/Getty Images
A Supercopa do Brasil foi mais ou menos assim: pênalti cobrado e defesa de Diego Alves. | Buda Mendes/Getty Images

Triunfo recente na memória dos torcedores do Rubro-Negro, certo? Na Supercopa do Brasil, o experiente goleiro Diego Alves estava determinado a levar o título e defendeu os pênaltis dos palmeirenses Mayke, Gabriel Menino e Luan. A fama do arqueiro nas penalidades não é nova, afinal, ele também salvou cobranças de Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Neymar. Pra poucos...

8. Dida - Milan

Ninguém é chamado de "Rei dos Pênaltis" à toa, certo? | Getty Images/Getty Images
Ninguém é chamado de "Rei dos Pênaltis" à toa, certo? | Getty Images/Getty Images

Amplamente conhecido e amado pelos cruzeirenses nos anos 90, Dida defendeu três pênaltis em plena final da Champions League 2002/03, contra ninguém menos que a poderosa Juventus. Os rossoneros sagraram-se campeões!

Menções honrosas

Caballero salvou três pênaltis na decisão da Copa da Liga Inglesa de 2016. | Clive Mason/Getty Images
Caballero salvou três pênaltis na decisão da Copa da Liga Inglesa de 2016. | Clive Mason/Getty Images
  • Wilfredo Caballero - Manchester City (Copa da Liga Inglesa, 2016)

  • Martín Silva - Vasco (Copa Libertadores, 2018)

  • Gatito Fernández - Botafogo (Copa Libertadores, 2017)

  • Edwin van der Sar - Manchester United (Supercopa da Inglaterra, 2007)

E aí, torcedor, lembra de mais algum?

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos