10 jogadores brasileiros que decepcionaram na Itália nesse século

Guilherme Lopes
·4 minuto de leitura

Se existe algo comum recentemente, são diversas joias do nosso país sendo negociadas para o futebol italiano, e não vingando por lá, muitos acabam até retornando para o Brasil. Pensando nisso, montamos uma lista com os jogadores brasileiros que decepcionaram na Itália nesse século.

10. Henrique – Napoli

SSC Napoli v BSC Young Boys - UEFA Europa League | Getty Images/Getty Images
SSC Napoli v BSC Young Boys - UEFA Europa League | Getty Images/Getty Images

Curiosamente a transferência foi toda peculiar, já que Henrique tinha atuado recentemente na Série B, fazendo parte da campanha vitoriosa do Palmeiras. Em Nápoles era apenas a quarta opção no setor, mesmo assim foi convocado por Felipão para Copa de 2014, em uma das diversas convocações questionáveis daquele ano.

9. Gerson - Roma e Fiorentina

Spal v AS Roma - Serie A | Mario Carlini / Iguana Press/Getty Images
Spal v AS Roma - Serie A | Mario Carlini / Iguana Press/Getty Images

O que muita gente não lembra, é que o jogador saiu do Fluminense como um meia armador, que se mostrava muito promissor. Na Época a Roma venceu uma concorrência contra clubes como Chelsea e Barcelona, no futebol italiano nunca demonstrou o talento que era esperado, sendo emprestado por uma temporada também para Fiorentina. O desempenho no exterior foi tão abaixo, que muitos questionaram o valor pago pelo Flamengo na época, entretanto, com Jorge Jesus se tornou o principal volante atuando no futebol brasileiro.

8. Rafael Cabral – Napoli e Sampdoria

UC Sampdoria v Juventus - Serie A | Paolo Rattini/Getty Images
UC Sampdoria v Juventus - Serie A | Paolo Rattini/Getty Images

Goleiro titular dos “Meninos da Villa”, era uma das diversas promessas daquele time, inclusive já disputava vaga de titular na Seleção com Jefferson. O Napoli não pensou duas vezes e contratou o jovem, na primeira temporada acabou sendo reserva do experiente Pepe Reina, como uma forma de ganhar mais experiência na Europa, todavia, o brasileiro nunca conseguiu ter de fato uma grande sequência na equipe. Ainda foi parar na Sampdoria, onde também não teve sucesso. Atualmente no Reading da Inglaterra, vem ganhando notoriedade novamente.

7. Lucas Paquetá – Milan

AC Milan v Monza - Pre-Season Friendly | Marco Luzzani/Getty Images
AC Milan v Monza - Pre-Season Friendly | Marco Luzzani/Getty Images

Uma das maiores decepções recentes do Milan. Os rossoneri buscavam montar uma equipe competitiva para voltarem a figurar nas grandes competições europeias, e viram o brasileiro que estava brilhando no Flamengo como uma boa oportunidade de mercado. O meia até que começou bem na equipe, mas depois foi decaindo, sendo cada vez mais criticado pelos jornais e torcedores.

6. Diego Ribas – Juventus

Juventus FC v AS Bari - Serie A | Valerio Pennicino/Getty Images
Juventus FC v AS Bari - Serie A | Valerio Pennicino/Getty Images

Diego não teve uma atuação tão desastrosa na equipe, mas o valor pago e a expectativa a cerca do brasileiro, era enorme. A equipe de Turim pagou cerca de 24 milhões de euros para tirar o brasileiro do Werder Bremen, na época era considerado um dos melhores jogadores da Bundesliga. No futebol italiano ainda conseguiu ter bons números em assistências, porém, não se firmou como titular absoluto, e foi vendido para o Wolfsburg na temporada seguinte.

5. Pedro – Fiorentina

ACF Fiorentina v US Lecce - Serie A | Gabriele Maltinti/Getty Images
ACF Fiorentina v US Lecce - Serie A | Gabriele Maltinti/Getty Images

Atualmente um dos principais atacantes do futebol brasileiro, Pedro, acabou não vingando no futebol italiano, depois de sair do Fluminense com uma expectativa que se tornaria até o camisa 9 da seleção brasileira no futuro. Na Fiorentina fez poucos jogos, e não teve o mesmo espaço que outros brasileiros já tiveram na viola. Para consolo dos italianos fica o "lucro", já que pagaram cerca de 11 milhões de euros, e venderam por 14.

4. Luiz Adriano – Milan

AC Milan v Bologna FC - Serie A | Marco Luzzani/Getty Images
AC Milan v Bologna FC - Serie A | Marco Luzzani/Getty Images

A equipe milanesa buscava acertar um centroavante de respeito, para tentar elevar a competitividade do time, Luiz Adriano era um verdadeiro goleador na Ucrânia (maior artilheiro do Shakhtar), e também tinha boas marcas na Champions. Na Itália a história foi diferente, apenas seis gols com a camisa milanesa, deixando a equipe de forma frustrante.

3. Ricardo Oliveira – Milan

AC Milan's forward Ricardo Oliveira cont... | PACO SERINELLI/Getty Images
AC Milan's forward Ricardo Oliveira cont... | PACO SERINELLI/Getty Images

Reserva em toda sua passagem por Milão, teve azar de ter concorrências como Inzaghi e Gilardino, entretanto, ainda fez parte daquele time que conquistou a Champions 06/07. Na Itália não repetiu os feitos que teve na La Liga pelo Betis, por pouco não jogou no Real Madrid.

2. Gabriel Barbosa – Internazionale

Bologna FC v FC Internazionale - Serie A | Mario Carlini / Iguana Press/Getty Images
Bologna FC v FC Internazionale - Serie A | Mario Carlini / Iguana Press/Getty Images

Chegou como “novo Ronaldo” e saiu com o prêmio de pior jogador do campeonato, a vida de “Gabigol” na Europa não foi nada fácil. Na equipe italiana mesmo com dois treinadores diferentes pouco jogou, e não conseguiu desempenhar o seu bom futebol nas oportunidades que teve. Atualmente é ídolo no Flamengo, e vem colecionando inúmeras artilharias.

1. Philippe Coutinho – Internazionale

US Citta di Palermo v FC Internazionale Milano - Serie A | Tullio Puglia/Getty Images
US Citta di Palermo v FC Internazionale Milano - Serie A | Tullio Puglia/Getty Images

Coutinho saiu como uma das grandes promessas do futebol brasileiro, depois de um grande ano no Vasco, e nas seleções de base. O caminho na Europa não foi nada fácil, o jogador demorou a se adaptar, sendo emprestado pela Internazionale para o Espaynol, e com atuações irregulares no futebol italiano. Quando parecia que seria mais um “flop”, o jogador ressurgiu no Liverpool sendo a principal peça da equipe.