10 histórias curiosas dos clubes da Copa do Brasil 2017

O Moto Club completa 80 anos em 2017 e, quando surgiu, tinha como ideia era incentivar a prática do motociclismo e do ciclismo, muito comuns à época em São Luís.Foto: Gazeta Press

Por Rodrigo Herrero

A Copa do Brasil é o torneio mais democrático do país. Com 91 clubes de todos os estados brasileiros, sendo 80 só nesta primeira fase, a competição inclui equipes com histórias bastante curiosas. Conheça fatos pitorescos de alguns participantes da Copa do Brasil 2017 neste material especial.

Clube em homenagem à emissora de TV – O rival do Fluminense no dia 15.02 tem pouco mais de quatro anos de vida e o curioso nele está no nome e em suas cores. O Globo-RN assim se chama por causa de uma homenagem do dono da agremiação, o empresário Marconi Barretto, à Rede Globo de Televisão e ao seu fundador, o jornalista Roberto Marinho, já falecido. O amarelo, preto, vermelho e branco de seu uniforme são em referência à seleção da Alemanha. O mascote da equipe é uma águia, cuja inspiração foi tirada em uma das fotos de Barretto, que também é fotógrafo.

De um projeto social a um time de futebol – O atual campeão de Rondônia e estreante na Copa do Brasil não tem no futebol seu principal objetivo. O Rondoniense Social Clube surgiu em 2007 como um projeto social para incluir crianças e adolescentes por meio do esporte. Três anos mais tarde o clube foi profissionalizado. Mesmo assim, o projeto social prosseguiu e por lá já passaram milhares de jovens. Alguns, inclusive, foram revelados para o futebol, caso de Gabriel Vasconcelos, 20 anos, que hoje defende o Corinthians. Porém, sua estada no torneio durou pouco: a equipe foi eliminada pelo Cuiabá logo na primeira fase.

Filho do Casagrande x Timão – O ex-jogador e atual comentarista de futebol Casagrande viveu uma experiência única na última quarta-feira (08.02). Acompanhou pela televisão o seu filho, Symon Casagrande, enfrentar a sua ex-equipe, o Corinthians. Apesar de seu pai ter sido atacante, Symon preferiu ser goleiro e se inspirou em Zetti, quando este atuava pelo Santos. Tá certo que o jovem jogador de 24 anos não entrou em campo pela Caldense, mas esteve no banco de reservas e propiciou um momento emocionante, quando pai e filho conversaram durante a transmissão da partida pela TV Globo. No fim, classificação corintiana à próxima fase.

Time do Amazonas manda jogo no Paraná – Para ganhar um dinheiro extra, o Princesa de Solimões-AM resolveu mandar o seu jogo de estreia na Copa do Brasil 2017 contra o Internacional-RS, dia 15.02, em Cascavel, no interior do Paraná. A cidade fica a cerca de 2,5 mil quilômetros de Manacapuru, sede da equipe amazonense, que recebeu cerca de R$ 100 mil pela troca de local e conta também com os fãs colorados para encher o estádio e aumentar a arrecadação.

Duelo de campeões na estreia – A primeira fase da Copa do Brasil 2017 reúne um confronto entre campeões logo de cara. No entanto, longe do glamour das agremiações gigantes e de contratações. O Santos André recebe o Criciúma no dia 16.02. A equipe paulista foi campeã em 2004, ao derrotar o Flamengo por 2 a 0 em um Maracanã com mais de 72 mil torcedores. Já o clube catarinense, com Luiz Felipe Scolari iniciando a carreira de técnico, ergueu a taça de forma invicta em 1991.

Um time de um médico que saiu da UTI – Perto de completar 20 anos, o Uniclinic tem muita história para contar. Fundado por Vanor Cruz, médico e proprietário do hospital de mesmo nome, o clube surgiu para revelar jogadores e um centro de treinamento foi construído. Com dificuldades financeiras, Cruz chegou a colocar a venda o Uniclinic, depois se afastou e o clube foi rebaixado e quase fechou. Anos mais tarde o médico retomou o comando da instituição e tirou o time da lama. Da Terceira Divisão em 2014, o Uniclinic voltou à elite e, no ano passado, chegou ao vice-campeonato, perdendo a decisão para o Fortaleza. E agora estreia na Copa do Brasil, diante da Portuguesa, no dia 15.02.

Uma máquina de revelar jogadores – A sigla PSTC pode fazer parecer que se trata de um dos diversos partidos políticos brasileiros. Mas na verdade é um time de futebol. O Paraná Soccer Technical Center foi fundado em Londrina em 1994 com o objetivo de criar um centro esportivo na cidade e também com a intenção de revelar jogadores. E muitos destaques saíram de lá, casos de Kléberson, Fernandinho, Jadson, Dagoberto e Rafinha. Forçado pela Lei Pelé a se profissionalizar para poder seguir tendo direito de receber pelos atletas revelados, o PSTC começou a disputar torneios locais em 2010 e, em 2013, fez um convênio com a cidade de Cornélio Procópio, passando a ser chamado de PSTC Procopense. E o time foi bem em sua primeira participação pela Copa do Brasil: bateu o Ypiranga-RS e está na segunda fase.

Equipe de motoqueiros que revelou campeão mundial  – O Moto Club completa 80 anos em 2017 e, quando surgiu, tinha como ideia era incentivar a prática do motociclismo e do ciclismo, muito comuns à época em São Luís. Tanto que o nome no começço era Ciclo Moto. Dois anos depois, o futebol começaria a fazer parte do Moto Club até ganhar espaço completo. Uma de suas mais ilustres revelações é o goleiro Clemer, campeão mundial pelo Internacional, que começou a jogar futebol entre os profissionais do time maranhense em 1987.

De volta à Copa do Brasil após fim de jejum estadual – O Fast-AM entra em camplo pela Copa do Brasil 2017 aliviado contra o Vila Nova-GO, dia 16.02. Isso porque, em outubro passado, a equipe conquistou o estadual após 45 anos sem levantar o troféu. Foi uma conquista histórica para o clube criado em 1930 por alguns dissidentes do Nacional-AM. Não à toa as duas agremiações são grandes rivais no Amazonas.

Da tragédia à primeira zebra da Copa do Brasil – O Murici-ALviveu um grande drama em 2010. Pouco mais de um mês depois de conquistar o estadual alagoano pela primeira vez, uma enchente devastou a cidade e acabou com o clima de festa. Para piorar, até a taça de campeão sumiu com a força das chuvas. Entre estragos físicos e emocionais, a equipe desistiu de disputar a Série D do Brasileiro daquele ano. Mas o time e a cidade se reergueram. Ano passado, o time foi semifinalista estadual e em 2017 proporcionou a primeira zebraça da Copa do Brasil na última quarta-feira, dia 08.02, ao eliminar o Juventude, campeão do torneio em 1999 e que no ano passado chegou às quartas de final.