10 anos do empate em 3 a 3 que marcou a história de Barcelona e Real Madrid

Barcelona e Real Madrid voltam a se enfrentar pelo Campeonato Espanhol neste domingo

Em 2007, quando Messi ainda era um garoto de 19 anos, um empate em 3 a 3 marcou a história do confronto entre Barcelona e Real Madrid e foi o próprio argentino o maior destaque do time catalão na partida. Dez anos atrás, ambos passavam por uma crise. Os times acabavam se ser eliminados da Liga dos Campeões e a La Liga, competição pela qual se deu a partida, passou a ser o foco das equipes no ano.

Como não podia ser pouco acirrado, no Camp Nou, o clássico espanhol foi aberto com gol de Ruud Van Nistelrooy, artilheiro do Real Madrid na época, logo aos quatro minutos. Mas Messi conseguiu empatar seis minutos depois. A partida seguiu no mesmo nível até o Real abrir um gol de diferença e no último suspiro, o argentino conseguiu empatar para o Barcelona aos 45 do segundo tempo.

O resultado do jogo deu a liderança temporária ao time catalão, que acabara de chegar aos 50 pontos. Entretanto, no final do torneio, foi o Real Madrid que ergueu a taça de campeão. Por outro lado, o Barcelona terminou a competição na vice-liderança.

Veja formação dos times na partida citada:

Barcelona: Valdés; Oleguer, Puyol, Thuram, Márquez (Gudjohnsen, 36 min. do segundo tempo), Deco (Belletti, 26'2ºT), Xavi, Iniesta, Messi, Ronaldinho Gaúcho e Eto'o (Sylvinho, 1'2ºT).

Real Madrid: Casillas; Salgado, Sergio Ramos, Helguera, Torres, Gago, Diarra, Raúl (Robinho, 16'2ºT), Guti (de La Red, 37'2ºT), Higuaín e Van Nistelrooy.

2006-2007 foi o período em que o Barcelona não teve êxito em quase todas as competições que disputou. O time iniciou a temporada como campeão europeu e, embora tenha conseguido arrebatar a Supercopa da Espanha, ficou em segundo lugar no Campeonato Espanhol, ao perder a liderança para o Real Madrid, além de ter sido derrotado na final da Copa do Mundo de Clubes da FIFA 2006. A temporada é marcada pela última vez que os jogadores entraram em campo com uma camisa sem patrocinador e também a primeira que um patrocinador apareceu.

Em 107 anos, o Barcelona ainda não havia colocado marca de patrocinador em sua camisa, apenas do fornecedor - na época era a Nike - e se mantia com a renda das mensalidades pagas pelos sócios-torcedores, que alcançou a marca de 156.366 membros na temporada.

O Real Madrid também não teve uma de suas melhores temporadas, exceto pelo título da La Liga. Assim como o Barcelona, foi eliminado da Liga dos Campeões nas oitavas de final e nem chegara a participar do Mundial.

Em 2017, os times estão em disputa acirrada pelo Campeonato Espanhol. Atualmente, o Real Madrid lidera a competição, com 75 pontos e o Barcelona vem logo atrás, com 72. Pela Liga dos Campeões a história não se repete. O Barcelona acaba de ser eliminado pela Juventus nas quartas de final, já o Real segue forte na competição e aguarda o sorteio para as disputas da semi-final, que será realizado nesta sexta-feira.

Os times voltam a se enfrentar neste sábado, às 15h45, em Madrid, pela 33ª rodada do Campeonato Espanhol. Para alcançar o Real Madrid, o Barcelona entra em campo com a missão de vencer os donos da casa.



















E MAIS: