[Opinião] Brasil x Espanha: quem levará o ouro olímpico?

É ouro ou nada. Há dois times que entram no campeonato olímpico de futebol masculino com apenas um objetivo: terminar no alto do pódio.

Por motivos diferentes, o Brasil e a Espanha levam esses jogos em Londres (com jogadores abaixo de  23 anos e mais três membros acima da idade por equipe) tão a sério quanto uma Copa do Mundo ou um campeonato continental, e espero que eles se encontrem na final.

Para a Seleção, esta competição tem a ver com muito mais do que apenas orgulho ou o direito de contar vantagem, é uma questão de história. O Brasil pode ter vencido um número recorde de cinco Copas do Mundo e a Copa América em oito ocasiões, mas nunca colocaram as mãos sobre o ouro olímpico. É algo que não apenas os torcedores e membros da equipe do país esperam, mas os próprios jogadores vêm dizendo que seria um sonho realizado.

Até onde eu sei, os brasileiros são o time mais forte da competição. Neymar é facilmente o melhor jogador que chutará uma bola no Reino Unido nas próximas três semanas e este pode ser o torneio em que ele realmente chegará ao estágio global. E há também Thiago Silva, Alexandre Pato, Hulk, Ganso, Marcelo, todos eles jogadores internacionais que jogam para os principais clubes.

No papel, os reis do samba possuem um time fenomenal. Adicione a isso sua determinação em fazer história e eles serão um time difícil de derrotar.

Talvez o único lado que possa fazê-lo seja a Espanha. Neste momento eles possuem praticamente todos os outros títulos do mundo do futebol, tendo vencido a Copa do Mundo de 2010, a Euro 2012, o Campeonato Europeu sub-21 de 2011 e os últimos dois Campeonatos Europeus sub-19.

A cultura da vitória definitivamente foi passada adiante de geração em geração e esta equipe olímpica possui muito talento. De fato, eles possuem um trio de jogadores (Jordi Alba, Javi Martinez e Juan Mata) que ergueram a taça da Euro 2012 menos de um mês atrás em Kiev.

É claro que a Espanha sabe como é ganhar o ouro. Eles venceram o campeonato olímpico em casa em 1992, quando nomes como Pep Guardiola e Luis Enrique estavam no time. As bases estabelecidas por Pep como direto em Barcelona permitiram à atual geração colher as recompensas, e a medalha de ouro neste verão europeu completaria um ciclo de vitória para a "La Roja".

Fora os principais favoritos, não podemos subestimar a Suíça, cuja equipe nacional sub-17 fez um show em sua campanha para vencer a Copa do Mundo de 2009. Fiquem de olho em jogadores como Fabien Frei, Pajtim Kassimi e Haris Seferovic que deverão exibir suas habilidades.

E quanto à nação anfitriã? Não acredito que técnico do Reino Unido, Stuart Pearce, não escalou David Beckham. Ele vem sendo o embaixador perfeito do futebol do Reino Unido antes e depois de Londres ter obtido o direito para hospedar as Olimpíadas, e dada a oportunidade, poderia contribuir tanto quanto Ryan Giggs ou Craig Bellamy.

Eu acho que essa rejeição foi injustificada, e ao deixar de lado o veterano, Pearce perdeu alguém que teria sido uma figura inspiradora no vestiário. Em um momento em que os jogadores ingleses possuem uma imagem de serem garotos mimados que realmente não se importam muito com seu time ou país, Becks teria sido um perfeito contribuinte para mudar isso.

Então, é hora de fazer uma previsão, e eu digo que o Brasil ganhará a medalha de ouro. Eles têm qualidade demais para não vencer o campeonato, e eles usarão as habilidades de Neymar até o fim para uma atuação vitoriosa em Wembley em 11 de agosto.

*Pedro Pinto é âncora de esportes da CNN International e no Brasil escreve exclusivamente para o Yahoo!