Último a pegar pênalti de Gabigol, César revela fala do atacante: 'Não vou deixar mais nenhum tocar na bola'

·3 minuto de leitura


Bola de um lado, goleiro do outro. Pelo Flamengo, esse roteiro nos pênaltis cobrados por Gabigol se tornou um dos maiores clichês do futebol - nacional e continental. O aproveitamento no quesito é de 95%, em 20 cobranças. O único erro foi com uma bola no travessão, ou seja, nenhum goleiro conseguiu defendê-la enquanto o atacante veste rubro-negro. E o último a pegar, curiosamente, foi um atual companheiro de equipe: César.

O goleiro do Flamengo foi o último a defender uma cobrança de pênalti batida por Gabigol, quando o goleador ainda defendia o Santos. Na ocasião, o Rubro-Negro vencia por 1 a 0 o duelo pela 34ª rodada do Brasileiro de 2018, no Maracanã, e ainda possuía chances de título. Gabi optou pela cobrança no seu canto esquerdo e viu César sacramentar o triunfo.

E, agora que Gabi acumula uma rara sequência de gols de pênalti (veja todos os números abaixo), César lembrou do dia (15 novembro) em que fora protagonista perante Gabigol e ainda revelou uma fala bem-humorada do atacante: "Não vou deixar mais nenhum (goleiro) tocar na bola".

- A gente ainda brigava pelo título. Era um jogo decisivo, e o pênalti foi no final, o que fez ser ainda mais marcante. E o Gabi era o grande destaque do Santos. Para mim, ficará sempre na memória pelo jogo que foi e tudo que aconteceu. Pensando hoje, analisando a quantidade de gols de pênalti que ele faz, acho que fui bem (risos).

- Hoje ele (Gabi) brincou comigo. Como converteu mais um (contra a LDU, pela Libertadores), falou: "Cara, você será o último que irá tocar na bola no meu pênalti. Não vou deixar mais nenhum tocar na bola". Tomara que seja assim! - completou o camisa 37.

+ Pedro corre atrás de primeira artilharia pelo Flamengo

César - Fisioterapia Flamengo
César - Fisioterapia Flamengo

César na academia do Ninho do Urubu (Foto: Marcelo Cortes/CRF)

César, atualmente, realiza trabalhos leves na academia do Ninho do Urubu, acompanhado por fisioterapeutas do clube. Em março, quando estava prestes a ser emprestado para o Atlético-GO até o fim de 2021, passou por uma cirurgia no joelho direito, após rompimento de um ligamento no local.

'É FRIO, OLHA NOS OLHOS'

O goleiro de 29 anos também falou sobre a importância de treinar no dia a dia com um artilheiro "frio" como Gabigol:

- Para mim é importante treinar com grandes batedores como ele. Um cara que é frio, tranquilo, olha nos nossos olhos. A gente chega mais preparado na hora de enfrentar os adversários. É óbvio que é muito melhor tê-lo ao nosso lado (risos). Tem nos ajudado bastante, pois a média de acerto dele é absurda.

A média "absurda", aliás, deixa Gabriel Barbosa como o segundo jogador do Flamengo com mais gols de pênaltis pelo clube no século, ficando atrás apenas de Renato Abreu. Além disso, das 20 cobranças (ao todo), Gabi deslocou o goleiro em 17 oportunidades. É de se respeitar.

Gabigol
Gabigol

Gabi treina a batida 'olho no olho' (Foto: Alexandre Vidal/CRF)

Mais gols de pênaltis pelo Flamengo no século XXI (durante as partidas):

1º - Renato Abreu: 18
2º - Gabigol: 17
3º - Edilson: 12
4º - Adriano: 9

Números de Gabigol pelo Flamengo (em pênaltis gerais):

20 cobranças - 18 no tempo normal / 2 em disputa
19 gols / 1 no travessão
95% de aproveitamento
17 cobranças com o goleiro deslocado (lado contrário à bola)

Relembre Flamengo 1x0 Santos pelo returno do Brasileiro-2018: