Último clube de Pelé, New York Cosmos lamenta morte do Rei: 'Sinônimo de genialidade'

Pelé encerrou a carreira pelo New York Cosmos (Divulgação)


Rei do Futebol, Pelé morreu nesta quinta-feira, por conta de uma falência múltipla dos órgãos, em São Paulo. O New York Cosmos, último clube que o ex-jogador defendeu, lamentou a morte do brasileiro nas redes sociais. A equipe norte-americana classificou o ex-atleta como 'sinônimo de genialidade'.

- A família New York Cosmos, do passado e do presente, lamenta a perda do ícone esportivo Pelé. A lenda brasileira faleceu hoje aos 82 anos. O nome de Pelé será para sempre sinônimo de arte e genialidade esportiva. Seu impacto duradouro no futebol é inestimável. Descanse em paz, ó Rei - escreveu o clube.

+ Morre Pelé, Rei do Futebol e tricampeão do mundo pela Seleção Brasileira, aos 82 anos

Após brilhar por Santos e Seleção Brasileira, Pelé foi contratado pelo New York Cosmos, em 1975. O brasileiro jogou mais de 100 partidas pela equipe norte-americana, com 64 gols marcados. Em 1977, se despediu de vez do futebol.

+ Pelé eterno! Relembre 20 declarações históricas sobre o Rei

Pelé foi internado dia 29 de novembro para reavaliar a quimioterapia para tratar câncer no cólon. Contudo, o ex-jogador teve uma piora no quadro e passou um mês no Hospital Israelita Albert Einstein até morrer, nesta quinta-feira.

Leia o comunicado do clube na íntegra:
"A família New York Cosmos, do passado e do presente, lamenta a perda do ícone esportivo Pelé. A lenda brasileira faleceu hoje aos 82 anos.

Nascido Edson Arantes do Nascimento na cidade de Três Corações, Pelé se tornaria uma das figuras mais celebradas do mundo. Ele estreou no futebol profissional com o Santos aos 15 anos e viria a marcar mais de mil gols e vencer a Copa do Mundo da FIFA três vezes antes de completar 30 anos.

Em 1975, Pelé ingressou no New York Cosmos e ajudou a popularizar o futebol nos Estados Unidos. O Rei presenteou os fãs com vários momentos lendários em campo, incluindo a vitória no NASL Soccer Bowl de 1977.

Durante três temporadas no Cosmos, Pelé ajudou a transformar o cenário nacional do futebol. Onde antes havia campos de beisebol, agora também havia campos de futebol. O Cosmos e seu Rei não apenas iniciaram uma revolução esportiva na América, mas também viajaram pelo mundo para espalhar o Evangelho do Belo Jogo, representando a cidade mais global do mundo no jogo global, deixando um legado esportivo duradouro na Índia, China e Japão, onde suas visitas continuam sendo uma parte apreciada da tradição esportiva local.

Seu último jogo como jogador de futebol profissional foi disputado em 1º de outubro de 1977, diante de uma multidão com ingressos esgotados no Giants Stadium e uma audiência global de televisão. Pelé jogou um tempo cada pelos dois únicos clubes que representou, Santos e New York Cosmos.

O nome de Pelé será para sempre sinônimo de arte e genialidade esportiva. Seu impacto duradouro no futebol é inestimável. Descanse em paz, ó Rei"

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.