Ítalo Ferreira está fora da perna australiana do Circuito Mundial

O potiguar sofreu uma lesão no tornozelo direito durante treinamento e retorna ao Brasil para realizar tratamento

O potiguar Ítalo Ferreira, que tirou a primeira nota dez da temporada masculina, está fora das outras duas etapas da perna australiana. O potiguar, na última quarta-feira, torceu o tornozelo direito na volta de um aéreo na praia de Duranbah, Gold Coast (AUS). Após fazer uma ressonância magnética na Austrália, foi constatada uma lesão sem fratura. Ele voltará ao Brasil nos próximos dias para realizar novos exames e iniciar o tratamento, visando se recuperar a tempo de disputar a etapa brasileira do WCT, nos dias 09 a 20 de maio, em Saquarema (RJ). Ítalo já estava escalado na 11ª bateria de Margaret River, que começa em 29 de março.

O manager de Italo Ferreira, Luiz Henrique Campos, mais conhecido por Pinga, divulgou um comunicado oficializando o cancelamento da sua participação nas etapas de Margaret River e também de Bells Beach, onde o potiguar de Baia Formosa já conquistou bons resultados, chegando nas semifinais das duas provas no ano passado.

- Como todos estão sabendo, na última quarta-feira, o Ítalo sofreu uma lesão no tornozelo direito. Depois de termos realizado todos os exames e conversado com os médicos, ficou decidido que ele retorna ao Brasil nos próximos dias para já dar início aos procedimentos de recuperação. Ele fica de fora das próximas etapas da perna australiana e iremos trabalhar para que a recuperação seja rápida e completa. Vale dizer que ele está bem e tranquilo. Agradecemos a todos pelas mensagens de apoio e força - escreveu Pinga.

Substituto

Com a saída de Italo Ferreira de Margaret River, a Liga Mundial de Surfe (WSL, em inglês) anunciará o seu substituto e as baterias da primeira fase já divulgadas serão modificadas. Para compensar a baixa de última hora do surfista de Baía Formosa, o atual líder no ranking do WQS, Jessé Mendes, foi convidado para assumir o lugar do compatriota. Antes da contusão do potiguar, o guarujaense estava escalado para estrear junto com o campeão mundial Gabriel Medina na quinta bateria, completada pelo norte-americano Kanoa Igarashi.

Jessé Mendes ficou muito perto da classificação para o WCT no ano passado e é o quarto na lista para substituir os tops da elite nas etapas de 2017. Dessa vez, ele entrou como convidado pela grande campanha que fez na perna australiana do WQS. Jessé foi finalista nas duas provas mais importantes da temporada até agora, as únicas com status QS 6000. Em Newcastle, perdeu a decisão brasileira para o catarinense Yago Dora, mas, em Sydney, faturou o título e assumiu a liderança no ranking que classifica dez surfistas para o seleto grupo dos top-34 que disputa o título mundial da World Surf League.

Com a entrada de Jessé Mendes e a baixa de Ítalo Ferreira, o Brasil permanecerá com nove representantes em Margaret, assim como ocorreu em Gold Coast. Gabriel Medina foi o melhor e começa a temporada dividindo o terceiro lugar com o atual campeão mundial, o havaiano John John Florence, que perdeu a lycra amarela para o vencedor da primeira etapa, o australiano Owen Wright. ítalo Ferreira parou no havaiano nas quartas de final e ficou em quinto lugar.











Confira o primeiro Round de Margaret River

1: Kelly Slater (EUA), Connor O´Leary (AUS), Ian Gouveia (BRA)
2: Kolohe Andino (EUA), Mick Fanning (AUS), Leonardo Fioravanti (ITA)
3: Matt Wilkinson (AUS), Stuart Kennedy (AUS), Ezekiel Lau (HAV)
4: Jordy Smith (AFR), Miguel Pupo (BRA), Jack Freestone (AUS)
5: Gabriel Medina (BRA), Kanoa Igarashi (EUA), Jessé Mendes (BRA)
6: John John Florence (HAV), Wiggolly Dantas (BRA), wildcard
7; Owen Wright (AUS), Caio Ibelli (BRA), Jadson André (BRA)
8: Joel Parkinson (AUS), Adrian Buchan (AUS), Jeremy Flores (FRA)
9: Adriano de Souza (BRA), Conner Coffin (EUA), Joan Duru (FRA)
10: Michel Bourez (TAH), Josh Kerr (AUS), Bede Durbidge (AUS)
11: Julian Wilson (AUS), Italo Ferreira (BRA), Ethan Ewing (AUS)
12: Filipe Toledo (BRA), Sebastian Zietz (HAV), Frederico Morais (PRT)

Confira as baterias da etapa feminina:

1: Johanne Defay (FRA), Malia Manuel (HAV), Silvana Lima (BRA)
2: Courtney Conlogue (EUA), Sage Erickson (EUA), Bronte Macaulay (AUS)
3: Tyler Wright (AUS), Laura Enever (AUS), wildcard
4: Stephanie Gilmore (AUS), Nikki Van Dijk (AUS), Pauline Ado (FRA)
5: Carissa Moore (HAV), Lakey Peterson (EUA), Coco Ho (HAV)
6: Sally Fitzgibbons (AUS), Tatiana Weston-Webb (HAV), Keely Andrew (AUS)





















E MAIS: