Ídolo da Lusa, Zé Maria lamenta situação atual: 'Tem que zerar tudo'

Thiago Correia

Uma das referências da Portuguesa na famosa safra de revelações dos anos 1990, ao lado de astros como Dener, Rodrigo Fabri, Zé Roberto, César, Leandro Amaral e outros, Zé Maria falou sobre a atual situação do clube. Em sérias dificuldades financeiras e institucionais, a Lusa está na Série A-2 do Paulista e foi rebaixado para a Quarta Divisão do Campeonato Brasileiro.

- Eu fico muito chateado, ainda depois de muito tempo de ter saído. Estive lá em 2008 para encerrar a carreira, e não era um clima bom. O problema é que eles nunca se uniram para crescer. O grupo que estava comandando, estava bem, o outro grupo ficava triste. Se o clube estivesse mal, o outro grupo estava alegre, um querendo derrubar o outro. Em longo prazo, acaba pagando, e está pagando. Isso é uma pena - disse Zé Maria, atual treinador do GOR Mahia, do Quênia, ao LANCE!, para depois analisar se existe alguma perspectiva de melhora:

- Pior do que está, não tem como ficar. Está no mais baixo nível dos campeonatos. Tem que reestruturar tudo. Conversar, que é a melhor coisa, para que todo mundo reme na mesma direção, o que foi feito não está certo. E juntar todo mundo é o mais difícil. Clubes no Brasil e na Europa fizeram, a Juventus caiu, voltou e agora domina o país. Tem que zerar tudo.

Ao lembrar da Portuguesa, Zé Maria não esconde o saudosismo. Lembra dos tempos áureos, cita alguns ídolos, e admite que o sentimento pela Lusa ainda é forte, apesar da situação.

Eu cresci lá, dos 11 anos aos 23, joguei lá, no salão, no campo, dormi no alojamento, era uma segunda casa. E ver as condições dela hoje é lamentável. Fico muito chateado, é um time que lutou pelo Brasileiro, pelo Paulista, e agora está em níveis inferiores. Time que passou Dener, Zé Roberto, Maurício, Cristovão Borges, Rodrigo, jogadores de grande qualidade, e hoje não tem sombra disso, é um passado já muito distante. É um amor. Que time eu torço? Pela Portuguesa, mas ela não existe mais - concluiu.







E MAIS: