Éverson avalia inicio de Jesualdo no Santos: 'Não tivemos dificuldades'

Fábio Lázaro*
LANCE!


Embora tenha chegado ao Santos a pedido do ex-treinador Jorge Sampaoli, no ano passado, o goleiro Éverson iniciou a sua primeira temporada como titular do Peixe em 2020, sob o comando do técnico Jesualdo Ferreira. Após disputar, e conquistar, a posição com Vanderlei em 2019, o camisa 22 foi bancado pelo português e viu o seu “adversário de posição” transferir-se para o Grêmio.

Mesmo com o trabalho de Jesualdo contestado em seu início de trabalho, Éverson garante que a equipe não teve muitas dificuldades em entender o método de trabalho do professor.

– Nem todo mundo é igual, cada um tem a sua característica, então esperamos para ter o felling do trabalho do professor Jesualdo e com o tempo a gente percebeu que algumas coisas mudaram, como a metodologia de trabalho. Então mudou alguns conceitos de jogo, sim, mas continua algumas características de trabalho, então é algo que a gente não passou dificuldade – afirmou em entrevista a Rádio Globo.




Por sua vez, o goleiro pontuou algumas diferenças do trabalho do atual com o antigo treinador, hoje no Atlético-MG, mas acredita que também há semelhanças.

– Quando o clube anunciou o professor Jesualdo, de uma coisa a gente tinha certeza, que seria uma metologia mais europeia, como o próprio Sampaoli trouxe para o Santos, e um trabalho muito intenso, não só do professor Jesualdo, mas toda a sua comissão técnica. Hoje a gente não joga tão ofensivo, como era com o Sampaoli, agora é um estilo de jogo mais resguardado, mas algumas coisas são próximas, como uma equipe rápida saindo jogando – disse.

Éverson tem 52 jogos com a camisa do Santos, sendo 11 deles nesta temporada, quando ficou fora de apenas uma partida, a vitória do Peixe por 2 a 0 sobre o Botafogo-SP, pela quinta rodada do Paulistão, na Vila Belmiro, quando Jesualdo Ferreira optou por testar Vladimir.

* Sob supervisão de Vinícius Perazzini






Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também