'É uma irresponsabilidade sanitária levar o jogo para Brasília com público', diz Trajano

·1 minuto de leitura


O Flamengo está tentando a liberação de público para a jogo de volta das oitavas de final da Libertadores antes mesmo da primeira partida. A notícia não agradou o comentarista José Trajano que, durante o UOL News Esporte, afirmou que a decisão é estritamente política e que é um perigo sanitário para os torcedores e o país.

> Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!

+ Conheça o novo app do LANCE! e fique por dentro dos resultados e notícias!

- O problema aí uma vitória "bolsonarista", o problema aí é um problema sanitário, não é nem a grana e nem nada. O Flamengo, que é alinhado ao presidente, o "Capitão Corona", o Landim, e o novo técnico Renato também e um puxa-saco do "Capitão Corona", do "Mito" - opinou o comentarista.

- É uma irresponsabilidade sanitária levar o jogo para Brasília com público. Então, é uma vergonha, aliás, uma pouca vergonha que isso aconteça, mas esperar uma medida sensata dessa diretoria do Flamengo é difícil - completou Trajano.

O Flamengo entra em campo nesta quarta-feira para enfrentar o Defensa y Justicia (ARG) pelo primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores. A partida acontece nos arredores de Buenos Aires e contará com a estreia de Renato Gaúcho no comando dos Rubro-negros.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos