'É o que sobrou', desabafa Rogério Ceni sobre falta de motivação no São Paulo no Brasileirão

Jogadores do Tricolor comemoram gol da virada de Alisson, aos 45 do 2º tempo (Foto: Rubens Chiri/São Paulo FC)


O São Paulo venceu o América-MG por 2 a 1 de virada nos últimos minutos de partida. Mas como era de se esperar, o técnico Rogério Ceni aproveitou sua entrevista no pós-jogo para dar mais explicações sobre a fatídica derrota na final da Copa Sul-Americana.


+ Confira a avaliação dos jogadores do São Paulo na vitória contra o América pela equipe do LANCE!

Ainda em um tom de total abatimento, o treinador são-paulino reconheceu o óbvio: a falta de motivação do clube em seguir sua caminhada no Campeonato Brasileiro, onde a luta é para chegar entre os oito primeiros que conseguirão uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores.

- Na segunda-feira (3), não conseguia nem desenhar um treino. Confesso a você que você pode ganhar vários jogos, uma final é sempre muito especial quando vc chega. Por mais que no planejamento você não conte, são mais de 9 meses de trabalho, 66 jogos para ter a oportunidade de levantar uma taça. Joga o ano inteiro, teve duas oportunidades e infelizmente não conseguimos.

- É trágico para a gente que viveu aqui a vida toda, é difícil para a gente se automotivar. Óbvio que tem obrigação, mas é um ser humano, tem vínculo e dói muito a derrota. Vitória hoje, importante do que sobrou para a gente, que é tentar disputar essa oitava posição. E vamos tentar ser o mais digno possível para buscar uma vaga na Libertadores - completou Ceni.

O triunfo sobre o Coelho, apenas o terceiro fora de casa em todo o Brasileirão, deixa o Tricolor com 40 pontos, a apenas dois do rival mineiro, justamente o oitavo. O próximo jogo, às 16h (de Brasília) de domingo (9), será diante do Botafogo. Outro confronto direto para o clube paulista continuar sua luta.

- Vão me dizer: com a vitória de hoje você fica feliz? Não. É uma vitória importante para a gente dentro do que sobrou, que é disputar essa oitava posição com outras seis, sete equipes. E vamos tentar ser o mais digno possível de buscar isso. Hoje tivemos muita vontade de ganhar, transpiramos mais que no jogo de sábado, infelizmente travamos no sábado e não conseguimos o título. A gente lamenta, vê 7, 8 mil pessoas que pagam parcelado, é muito triste, se colocar no lugar das pessoas. É duro. Vestiário hoje estava quieto, difícil, mas tem que tentar apagar as lembranças ruins. Já perdemos títulos maiores e sobrevivemos. Jogamos 3 competições, duas finais e uma semifinal. Não tivemos a capacidade de vencer, mas time continua ai, na luta, na briga, tentando juntar forças para conseguir essa oitava vaga. Sei que é muito pouco.

> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!