É neste sábado! Após disputas jurídicas, eleição do Vasco reúne cinco candidatos

Felippe Rocha
·1 minuto de leitura


Parece que é uma sina: se tem eleição do Vasco, tem confusão. Com a derrubada de uma liminar na noite desta sexta-feira, a eleição para presidente do Cruz-Maltino, antes adiada para o dia 14 de novembro volta para este sábado. Até candidatos foram surpreendidos, mas o pleito está mesmo marcado para São Januário, de forma presencial. A apuração dos votos se dá imediatamente após a votação, que será disputada entre 9h e 22h.

Pelo edital divulgado pelo atual presidente do Cruz-Maltino, Alexandre Campello, no fim do mês passado, os funcionários do clube estão treinados para atuarem nas atuais circunstâncias. A pandemia de Covid-19 foi o pano de fundo para os desdobramentos, no sistema judiciário, da tentativa de adiamento e mudança no formato da votação.

Os sócios anistiados em 2018, e que haviam sido impedidos de votar por decisão recente da Junta Deliberativa, foram novamente autorizados a participar do pleito, desta vez por uma liminar da Justiça. E são candidatos Alexandre Campello (à reeleição), Jorge Salgado, Júlio Brant, Luiz Roberto Leven Siano e Sérgio Frias.

Campello é médico, e foi eleito pelo Conselho Deliberativo após ser consagrado, pelos sócios, vice da chapa que Júlio Brant encabeçava - foi o último pleito indireto. Jorge Salgado é empresário do mercado financeiro e foi candidato derrotado em 1997. Júlio Brant é formado em comunicação social, mas é executivo do mundo corporativo e está na terceira disputa consecutiva; Luiz Roberto Leven Siano é advogado e participa do pleito pela primeira vez. Também participa pela primeira vez o professor e escritor Sérgio Frias.