É #FAKE que Lulinha é dono da Ilha das Palmeiras em Angra dos Reis

·2 min de leitura

Circula pelas redes sociais um vídeo bastante compartilhado em que um homem de óculos escuros dentro de um barco aponta para a Ilha das Palmeiras, em Angra dos Reis, e diz que a área pertence ao filho do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. É #FAKE.

"A ilha que era do Luciano Huck. Quem comprou foi o Lulinha com o dinheiro da JBS: R$ 500 milhões", afirma o homem, no vídeo.

Procurada, a Prefeitura de Angra dos Reis afirma que as informações sobre a propriedade da ilha competem à Secretaria de Coordenação e Governança do Patrimônio da União (SPU), responsável pelos territórios de Marinha. A SPU, por sua vez, informa que as ilhas são de propriedade da União e são bens inalienáveis.

Por isso, não há proprietários, e sim ocupantes formalmente autorizados, visto que a União pode deferir o Termo de Outorga de inscrição de ocupação para utilização de áreas na ilha.

"Conforme dados do Sistema Integrado de Administração Patrimonial (SIAPA), não há imóvel regularizado em nome do senhor Fábio Luís Lula da Silva no município de Angra dos Reis", diz a SPU, em nota.

A assessoria de Luciano Huck informa que a ilha das Palmeiras não se resume apenas à propriedade que o apresentador manteve por lá e acrescenta que, há cerca de 10 anos, o terreno onde sua casa estava instalada pertence à família Batista, da JBS.

Não é a primeira vez que boatos tentam associar o filho de Lula à Friboi ou à empresa JBS.

A assessoria do Instituto Lula afirma, em nota, que "nenhum filho de Lula é dono de nenhuma propriedade rural, fazenda ou ilha, lembrando que Lula e seus filhos já tiveram todos os seus sigilos quebrados". Ainda de acordo com a assessoria, "essa divulgação sistemática de fake news contra Lula e sua família é uma prática de grupos com interesses políticos, muitas vezes ligados ao bolsonarismo, famoso por disseminar fake news".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos