É campeão! Botafogo empata com Santos e conquista Brasileiro de 95


O Brasil é alvinegro novamente. A Estrela Solitária brilha e o Botafogo está no posto mais alto do Campeonato Brasileiro. O clube de General Severiano empatou com o Santos por 1 a 1 e, por ter vencido o primeiro jogo da final, é o campeão nacional de 1995. Túlio Maravilha marcou o gol para o Glorioso e Marcelo Passos balançou as redes para o Peixe.

No primeiro jogo, disputado no Maracanã, a equipe comandada por Paulo Autuori venceu por 2 a 1. Desta forma, o empate significou uma vantagem no placar agregado e, consequentemente, o título. Este é o segundo título brasileiro da história do Botafogo.

ELE NÃO PERDOA
A partida começou equilibrada e voltada para o jogo físico. O Santos, com a necessidade de marcar, sempre buscava o ataque por meio das jogadas de velocidade, com Camanducaia. O Botafogo, por sua vez, sentia a falta de Donizete, que entrou em campo sem estar 100% fisicamente e "obrigou" Túlio a recuar. Tudo levava a crer que seria um duelo aberto.

Na metade da primeira etapa, Sérgio Manoel cobrou falta do lado esquerdo, Jamir desviou no meio do caminho e a bola sobrou para Túlio. Logo ele... O camisa 7, é claro, finalizou para o fundo das redes. O placar estava aberto e o Botafogo aumentou a vantagem conquistada no jogo anterior. O Maravilha marcou o 23º em 25 partidas. Predestinado.






SANTOS NÃO DESISTE
O Peixe não se dava por vencido - a semifinal contra o Fluminense era a maior prova disto. A torcida no Pacaembu empurrou a equipe e os comandados de Cabralzinho foram atrás do placar.

Logo nos primeiros instantes da etapa complementar, Capixaba fez boa jogada na ponta direita, passou por Sérgio Manoel e passou a bola para Marcelo Passos, livre, estufar o gol. Era tudo que a torcida do Santos precisava. Foram 45 minutos de apoio e pressão, mas que não foram suficientes para quebrar Wagner e a defesa do Botafogo, o campeão.

"EU SABIA"
O árbitro apitou o fim da partida e a felicidade apareceu de forma instantânea. Os jogadores do Botafogo invadiram o campo e tomaram o Pacaembu, que nunca havia ficado tão Glorioso quanto antes. As câmeras, é claro, foram atrás de Túlio Maravilha, que se pronunciou ainda dentro de campo.

- Eu sabia, somos campeões, graças a Deus. Deus nos abençoou, vamos que vamos. Está todo mundo de parabéns, conseguimos - comentou, sendo carregado nas costas de um torcedor.

Campeonato Brasileiro 1995 - Segundo jogo da final
Local: Pacaembu
Público: 28.488
Árbitro: Márcio Rezende de Freitas (MG)
Cartões Amarelos: Wilson Goiano, Túlio e Wágner (BOT); Jamelli (SAN)
Gols: Túlio 24' do 1º (BOT); Marcelo Passos 1' do 2º (SAN)

SANTOS: Edinho; Marquinhos Capixaba, Ronaldo, Narciso, Marcos Adriano; Carlinhos, Marcelo Passos, Geovani; Camanducaia, Jamelli, Robert (Macedo).
Técnico: Cabralzinho.

BOTAFOGO: Wágner; Wilson Goiano, Wilson Gottardo, Gonçalves, André Silva (Moisés); Leandro Ávila, Jamir, Beto, Sérgio Manoel; Donizete, Túlio. Técnico: Paulo Autuori.





















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também