Aos 15 anos, Ângelo entra na história do Santos e Cuca projeta: 'Vai render muito mais'

Fábio Lázaro
·2 minuto de leitura


Ao entrar em campo aos 15 minutos do segundo tempo da derrota do Santos por 3 a 1 para o Fluminense, neste domingo (25), no Maracanã, o atacante Ângelo Gabriel se tornou o segundo jogador mais novo a atuar profissionalmente pelo Peixe.

Com 15 anos, 10 meses e quatro dias, o atlet,a que completará 16 anos no dia 21 de dezembro, ultrapassou nada mais, nada menos do que o Rei Pelé, protagonista de diversas homenagens neste fim de semana pelos seus 80 anos completados na última sexta-feira (23). O Atleta do Século fez a sua estreia pelo Alvinegro no dia 7 de setembro de 1956, com 15 anos, 10 meses e 15 dias. Ou seja, ele tinha 11 dias a mais de vida que Ângelo.

Ângelo só não foi mais precoce que Coutinho na lista histórica do Peixe. O Gênio da Área debutou pelo Santos com 14 anos, 11 meses e seis dias, em 1958.

Semana intensa

Foi uma semana especial para Ângelo Gabriel. No último sábado (17), após a vitória santista por 2 a 1 sobre o Coritiba, no estádio Couto Pereira, pela 17ª rodada do Brasileirão, o técnico Cuca disse em entrevista coletiva virtual que subiria dois jogadores da base. Durante a semana, o garoto foi um dos escolhidos para a promoção, assinou pré-contrato profissional na sexta-feira (23) e estreou neste domingo (25).

– O que me fez trazer o Ângelo foram os jogos que a gente viu dele, os treinamentos e as informações que a gente tem. O que me fez colocar o Ângelo no jogo foi a necessidade que a gente tinha de um jogador de velocidade pelo lado, uma vez que o Marinho estava mais por dentro – justificou Cuca sobre a escolha de colocar o Menino da Vila em campo contra o Flu, em coletiva após a partida.

– Lógico que ele vai render muito mais na carreira dele. Foi uma primeira vez, e essa primeira vez tende a ser bem melhor na segunda, terceira, pela experiência que ele vai ganhar – complementou o treinador.

Ângelo vestirá a camisa 27 do Peixe. Além dele, o também atacante Brayan Kruger, de 18 anos, também foi promovido, relacionado contra o Flu, mas não entrou em campo.