Áudio mostra Caboclo xingando presidente da Fifa e membros da CBF

·2 minuto de leitura
**ARQUIVO**BRASILIA, DF, 10.04.2019: O novo presidente da CBF Rogério Caboclo chega ao Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
**ARQUIVO**BRASILIA, DF, 10.04.2019: O novo presidente da CBF Rogério Caboclo chega ao Palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Afastado da presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) sob acusações de assédio moral e sexual, Rogério Caboclo teve novos áudios vazados nesta quarta-feira (9). As gravações são de 2018, de acordo com o site da ESPN, e mostram o dirigente se referindo ao presidente da Fifa e a funcionários da própria confederação nacional com palavrões.

As conversas teriam ocorrido em julho daquele ano, quando se organizava uma entrevista coletiva para tratar do VAR, o árbitro assistente de vídeo. Informado de que estariam no evento o responsável pela implantação da novidade, Sérgio Corrêa, o instrutor Manuel Serapião e o diretor de arbitragem, Coronel Marinho, Caboclo diz a assessores: "Treina esses filhos da p...".

A escolha lexical é a mesma quando o assunto passa a ser o presidente da Fifa, Gianni Infantino. Depois de ouvir a respeito do modo como o cartola da entidade mundial vinha respondendo às críticas ao VAR, sempre ignorando eventuais falhas, Caboclo afirma: "Isso é um filho da p..., mas ele é bom por isso".

A relação, àquela altura, não era das melhores, e essa dificuldade ficaria mais clara nos anos seguintes. Já em 2021, em uma reunião no Qatar, o presidente da CBF chegou a se alterar em uma conversa com o mandatário da Fifa, que avisou em seguida a interlocutores: não pretendia rever o brasileiro tão cedo.

Já com Marco Polo del Nero, um de seus antecessores na presidência da CBF e ainda uma figura altamente influente, o tom adotado por Rogério Caboclo era diferente. Chamado de "presidente" por um assessor, Caboclo avisa que é outra pessoa que merece tal tratamento.

"Digamos que esse termo já tem dono. Você sabe que eu não gosto de que me chamem de presidente? 'Presi' é o MP", afirma o mandatário da CBF.

Afastado inicialmente por um mês de seu cargo na confederação, Caboclo afirma ser inocente. Ele afirma que retomará seu posto, embora a sua situação política seja bastante complicada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos