Ásia exige mais seleções na Copa do Mundo de 2026

AFP
(Arquivos)O xeque Salman bin Ebrahim Al Khalifa (E), presidente da confederação asiática de futebol(AFC), e o xeque Nahyan Bin Zayed Al Nahyan (C), presenteiam com troféu Omar Abdulrahman (D, no dia 1º de dezembro de 2016
(Arquivos)O xeque Salman bin Ebrahim Al Khalifa (E), presidente da confederação asiática de futebol(AFC), e o xeque Nahyan Bin Zayed Al Nahyan (C), presenteiam com troféu Omar Abdulrahman (D, no dia 1º de dezembro de 2016

A Confederação Asiática de Futebol(AFC) declarou, nesta terça-feira, que a Ásia quer mais seleções do continente participando da Copa do Mundo de 2026, que vai contar com 48 participantes.

"Ásia, o maior continente do mundo, merece um número significativo de seleções no Mundial, devido a sua potência econômica e a imensa popularidade do esporte em seu território", declarou o xeque Salman bin Ebrahim Al Khalifa, em entrevista por e-mail.

A decisão da Fifa de aumentar de 32 para 48 o número de participantes "permite que muitas seleções possam participar pela primeira vez desse evento e reflete no desenvolvimento do futebol no mundo todo", acrescentou.

O responsável da AFC não quis especificar o número pedido pela Confederação, que parece querer oito vagas na competição.

Para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, 4 ou 5 seleções asiáticas vão participar da competição, que vai ter 32 países.

Leia também