Árbitro que 'simulou' empurrão de Luís Fabiano se envolve em briga na várzea: 'Soco pegou de raspão'

LANCE!
·2 minuto de leitura


O ex-árbitro profissional Luiz Antônio Silva Santos, conhecido como Índio, se envolveu em uma briga durante um jogo da várzea da final do o campeonato entre favelas 'Copa AP 2021'. A decisão aconteceu na semana passada entre Bloco Velho, da Cidade de Deus, e Galáticos, do Vidigal.

+ Confira os duelos das semifinais do Cariocão

A equipe da Zona Sul acabo se sagrando campeã da disputa, na casa do adversário. Após o apito final, índio foi agredido com um soco pelo goleiro do Boloco Velho, equipe derrotada. Ele partiu pra cima do jogador, mas foi contido por outros atletas. Em entrevista ao 'Uol Esportes', ele relatou o caso.

- Ele tentou me dar um soco, que até pegou, mas de raspão. Um ato covarde, pois estava conversando com outros jogadores. Ele veio por trás deles e deu. Um cara covarde, sem princípios e sem moral. Ali eu não sou apenas um árbitro, mas um pai de família, cidadão. E aí, meu amigo, é a lei da vida. Os amigos deles me tiraram de perto porque ele não teve a hombridade de vir resolver a situação. Sendo um torneiro amador falei que tinha preocupações de estar ali desde as primeiras conversas. A organização era responsável por tudo. A primeira questão era com minha segurança. Sabemos que tudo pode acontecer, como de fato aconteceu - relatou Índio.

- Procurei os organizadores e pedi para que as medidas cabíveis fossem tomadas. Isso não pode ficar assim, sem nenhuma consequência. Precisa ser mandado um recado para que esse tipo de coisa não volte a acontecer. Isso deve parar de alguma forma. O retorno que tive é que ele seria punido conforme o regulamento da competição que diz ser muito severo. Assim espero que aconteça - completou.

TRETA COM LUÍS FABIANO
O embate entre Luís Fabiano e o árbitro Luiz Antonio Silva Santos, o Índio saiu faísca durante um Vasco x Flamengo em 2017. O Fabuloso ficou insatisfeito ao levar amarelo por uma falta em Márcio Araújo, foi "pagar geral" cara a cara com o dono do apito e encostou na barriga do árbitro, que fez o movimento como tivesse sido desequilibrado e logo sacou o cartão vermelho do bolso. Fabuloso rumo ao chuveiro, sem antes reclamar de um monte de coisa e aplaudir ironicamente o trio de arbitragem. Veja o lance!

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.