Água Santa volta para A-1 do Paulista e conta com Marcos Assunção para formar time

Folhapress

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) Terceira colocada na Série A-2 do ano passado, a equipe de Diadema herdou a vaga do Red Bull Brasil na elite, já que a empresa também administra o Bragantino e não pode ter dois clubes na mesma divisão.

Para não fazer feio em sua segunda participação no Paulistão - a outra foi em 2016 -, o Água Santa apostou no ex-jogador Marcos Assunção, que estreia como cartola - é o executivo de futebol responsável pela formação da equipe.

"Falei muito com o treinador [Fernando Marchiori] porque não adianta contratar e ele não estar de acordo. Tive a felicidade de contratar mais de 20 jogadores e vai ser muito satisfatório ver o crescimento do clube ao longo da competição", afirmou Marcos Assunção.

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

"Eu me preparei muito, estudo desde que parei de jogar e espero que seja um trabalho vencedor, assim como foi toda a minha carreira como jogador."

O lateral Fabrício, que defendeu Inter, Cruzeiro e Palmeiras, o volante João Vitor, ex-Verdão, e o versátil Velicka, vice-campeão paulista pelo Audax, são alguns dos reforços do clube.

ESPORTE CLUBE ÁGUA SANTA

Apelido: Netuno

Fundação: 27/10/1981

Estádio: Distrital do Inamar, com capacidade para 10.000 pessoas

Principais títulos: não tem

Melhor colocação: 15º (2016)

Técnico: Fernando Marchiori

3º colocado na Série A-2 de 2019*

*acesso na vaga do Red Bull

Leia também