Ágatha/Duda e Ana Patrícia/Rebecca vão ao pódio e ficam perto de Tóquio

Ágatha e Duda ficaram com a prata na etapa final do Circuito Mundial de vôlei de praia (Foto: Divulgação/FIVB)
Ágatha e Duda ficaram com a prata na etapa final do Circuito Mundial de vôlei de praia (Foto: Divulgação/FIVB)


Uma dobradinha brasileira encerrou o torneio feminino das Finais do Circuito Mundial de vôlei de praia, em Roma (ITA). Neste domingo, Ágatha e Duda conquistaram a prata, após perderem para a campeã olímpica Laura Ludwig e a parceira Meg Kozuch (ALE) por 2 sets a 0 (19-21 e 17-21). Foi o terceiro pódio consecutivo da parceria na temporada. O bronze ficou com Ana Patrícia/Rebecca. As duas duplas brasileiras estão agora muito próximas de confirmarem suas classificações para Tóquio-2020.

Na decisão Ágatha e Duda chegaram a liderar o placar diversas vezes, mas o bloqueio de Kozuch (quatro pontos) e o volume defensivo de Laura Ludwig pesaram em favor das alemãs. Mesmo com dois aces de Duda as adversárias mantiveram certa estabilidade no passe.

– Meu saque não foi tão bom como em outros jogos aqui, nossa virada de bola também não esteve no mesmo nível. Acho que fizemos um excelente torneio, estamos em uma curva ascendente. Sempre entramos em quadra com o objetivo de vencer, mas elas evoluíram muito e fizeram um grande jogo, mereceram o título – disse Duda.

Com a prata em Roma, Ágatha e Duda somaram 1080 pontos no ranking do Circuito Mundial (810 na corrida olímpica brasileira), e garantiram um prêmio em dinheiro de aproximadamente R$128 mil.

– Não conseguimos colocar em prática nossa tática. Quando se chega neste nível da competição, das quartas de final em diante, a tática tem que funcionar, e se não estiver funcionando é preciso encontrar uma alternativa. Não soubemos aproveitar as oportunidades que tivemos de contra-ataque, nosso saque não fez a diferença que vinha fazendo. E tecnicamente não conseguimos nos igualar a elas. Mas ainda estamos em um momento de crescimento e isso é importante – disse Ágatha.

Na decisão do terceiro lugar, Ana Patrícia e Rebecca venceram as suíças Joana Heidrich e Anouk Vergé-Dépré por 2 sets a 1 (19-21, 21-18 e 16-14). Este foi o nono pódio da dupla na temporada. Com a terceira posição, elas faturaram um prêmio de aproximadamente R$80 mil, além de somarem 960 pontos no ranking mundial (720 na corrida olímpica brasileira).

Após o torneio em Roma, a corrida olímpica brasileira tem Ágatha/Duda na liderança, com 6320 pontos. Ana Patrícia/Rebecca vem logo atrás, com 6150. O terceiro lugar está com Carol Solberg/Maria Elisa, que soma 5020. Talita/Taiana, com 4280 pontos, está na quarta posição. Fernanda Berti/Bárbara Seixas fecha a lista, com 4090. No masculino, Alison/Álvaro e Evandro/Bruno também se aproximam do objetivo. O próximo evento a contar pontos na disputa será o torneio 4 estrelas de Chetumal, no México, entre os dias 13 e 17 de novembro.











SAIBA COMO ESTÁ A CORRIDA OLÍMPICA BRASILEIRA

Masculino

Alison/Álvaro Filho – 5600
Evandro/Bruno Schmidt – 5550
André Stein/George – 4810
Guto/Saymon – 3130
Pedro Solberg/Vítor Felipe - 2800

Feminino

Ágatha/Duda – 6320
Ana Patrícia/Rebecca – 6150
Carol Solberg/Maria Elisa – 5020
Talita/Taiana – 4280
Fernanda Berti/Bárbara Seixas - 4090

*Soma dos 10 melhores resultados
















Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Leia também