À procura da versão 2019: Tiago Reis tenta reencontrar boa forma e encerrar jejum no Vasco

Felippe Rocha
·1 minuto de leitura


O melhor período do Vasco na estreia do time nesta temporada, na última quarta-feira, foi no início do segundo tempo. Exatamente após o intervalo, quando três substituições ocorreram. Um dos que deixou o time foi exatamente de quem se esperava que fosse a referência dentro da área na partida. O jogo deste sábado, contra o Volta Redonda, é mais uma chance para Tiago Reis.

Mais uma. Mas não que ele tenha recebido chances em profusão desde que foi promovido a profissional, em 2019. Foram 38, mas, assim como o meia Lucas Santos, mais da metade das vezes no segundo tempo. No caso do centroavante, em exatamente 25 jogos ele saiu do banco de reservas.

De fato, o fenômeno de um toque só que foi visto no primeiro semestre de 2019 está sem espaço. Naquele ano, ele marcou nove gols em nove jogos pela Copa São Paulo de Juniores e, como profissional, chegou a marcar em quatro jogos seguidos.

-> Confira a tabela do Campeonato Carioca

Mas aí vieram o Campeonato Brasileiro, a concorrência, ano passado já teve Germán Cano... o espaço foi reduzido e as oportunidades de finalizar também, por consequência.

Na temporada, o único gol que ele fez salvou o time de empatar com o Caracas, da Venezuela, em São Januário. Foi em outubro do ano passado. De lá para cá, 11 jogos.

Sob a perspectiva de ele ter mais oportunidades nesta temporada, voltar a fazer gol, neste sábado, é importante para o centroavante. É bastante possível que ele não comece a partida. Mesmo se assim for, ele deverá entrar no decorrer do confronto.