À espera de reforços, Ceni busca time ideal para decisões de abril

Com resultados ruins e uma lista de desfalques que não para de crescer, o São Paulo tem o futuro na temporada sob desconfiança. Após o empate por 1 a 1 com o Botafogo-SP, na última quarta-feira, pelo Campeonato Paulista, o técnico Rogério Ceni listou as dificuldades que tem encontrado na montagem da equipe no momento em que os torneios estão entrando em suas fases decisivas.

Líder do Grupo B do Estadual, com 16 pontos, o Tricolor garante classificação às quartas de final se vencer o arquirrival Corinthians, neste domingo, às 16 horas (de Brasília), no Morumbi. O problema é que, para o clássico, Ceni não poderá contar com os lesionados Sidão, Bruno e Rodrigo Caio, e com Cueva, Lucas Pratto e Buffarini, que estão a serviço de suas seleções. Maicon ainda é dúvida. Em compensação, Cícero deve voltar.

“A partir de abril, depois de rodar os jogadores, teremos só jogos decisivos. Com Sul-Americana, Copa do Brasil e Deus queira que as finais do Paulista. Aí vamos definir um time base e fazer as substituições de acordo com o que a gente tem, com o cansaço”, explicou, referindo-se aos duelos com o Defensa y Justicia, da Argentina, pela competição continental, e com o Cruzeiro, pela quarta fase do torneio nacional.

“Iniciamos uma temporada com time enxuto, mas não estávamos perdendo jogadores. Quando perdemos três para seleção, perdemos mais. Vamos assim, com esse grupo reduzido, para buscar a classificação e analisar melhor o que fazer na próxima fase, inscrevendo ou trazendo outro jogador”, acrescentou.

Sem ver sua equipe é vencer há quatro jogos, Rogério Ceni ainda alertou para a necessidade de reforços. O primeiro deve ser o lateral esquerdo Edimar, que deve chegar do Cruzeiro por empréstimo. No momento, Junior Tavares é o único jogador de origem para a posição. O setor de criação também é carente de nomes no São Paulo, tendo em Cueva o seu único expoente.

“Estamos no mercado para compor o elenco. Desde que sejam situações simples e salários condizentes com a situação do clube. Vamos tentar reforçar assim, mas evidentemente não para os próximos jogos. Vamos aguardar o Maicon, que treinou nessa semana, e o Rodrigo”, concluiu.