Nonato comenta relação com Diniz, oscilação do Fluminense e fala sobre permanência: 'Estou feliz aqui'

Nonato falou que busca a titularidade no Fluminense (Mailson Santana/Fluminense FC)


Nesta terça-feira, o Fluminense concluiu a penúltima preparação antes do jogo contra o Cruzeiro, na quinta, pela Copa do Brasil. Após o treino, Nonato falou sobre a campanha tricolor na temporada, a luta por espaço na equipe principal e as expectativas de Diniz sobre o jogador. O volante também projetou o próximo confronto e ressaltou a tradição do clube na competição.

- Todo jogador quer estar atuando, quer jogar. Estou buscando meu espaço, no dia a dia, mostrando meu valor. Tive essa oportunidade, fiquei muito feliz. Tentei aproveitar da melhor maneira. A vitória foi boa para consolidar essa atuação, não só minha, mas da equipe inteira. Nossa equipe está em uma crescente. Claro que vamos ter oscilações, mas é diminuir para termos a consistência que o Diniz quer - disse.

Emprestado junto ao Internacional, o destino de Nonato ainda é uma incógnita. A um mês do fim do contrato, o volante disse que se sente acolhido no Fluminense e que está pensando somente em ajudar a equipe, independente do que seja resolvido entre os clubes.

- Sobre a minha permanência no Fluminense, ainda faltam alguns meses. Estou feliz aqui. Eu fui muito bem acolhido desde a minha chegada. Vou completar no final do mês que vem um ano. Só tenho palavras para agradecer. Claro que faltam alguns meses para a definição, uma definição que não depende de mim, é muito maior do que só a minha vontade. Mas o que posso afirmar é que estou feliz aqui e com a cabeça muito focada no Fluminense.

+ Fluminense chega a 40 mil sócios: saiba os clubes do Brasil com mais sócios-torcedores

Nonato relatou a relação com Diniz, e disse que o técnico busca destacar suas características. Além disso, o técnico exige a função defensiva para que o volante também componha com os zagueiros.

- Ele me dá a liberdade de chegar ao ataque, como gosto de fazer. Tenho essa característica. Mas ele pede também para sempre que a bola sair de trás, para eu estar junto com os zagueiros, com os laterais, para fazer essa saída de bola bem, que é um ponto chave para o esquema dele. Todo mundo sabe que o time sai com qualidade. E quem está nessa função tem que sair com essa qualidade, independente de quem seja, pois temos jogadores com qualidade. Ele dá liberdade para ir ao ataque, mas pede a recomposição também.

A dois dias do jogo de ida da Copa do Brasil, o jogador destacou a importância de enfrentar o Cruzeiro. Contudo, Nonato ressaltou a capacidade do Fluminense para sair vencedor do duelo.

- A palavra é privilégio. Poder jogar uma competição desse tamanho com uma equipe que tem muita tradição, independente do momento que passam hoje é uma equipe gigante, que impõe muito respeito. Mas o Fluminense também é campeão da Copa do Brasil. Sabemos da nossa responsabilidade, do nosso potencial e onde podemos chegar, e onde queremos chegar.

Veja a classificação da Série A do Brasileirão

Por fim, Nonato admitiu a oscilação da equipe no Brasileirão e nos torneios continentais, em que o Flu foi eliminado. Ainda assim, ele reforçou que todo o elenco está empenhado em atingir a regularidade.

- Como sabemos, todo ambiente de trabalho vai ter oscilação. Mas estamos comprando a ideia, nos dedicando ao máximo. Não só nos jogos, mas no dia a dia, nos treinamentos, para conseguirmos uma rápida adaptação. As ideias ficam mais claras no decorrer dos 90 minutos, temos muito potencial, acreditamos que vamos conseguir essa consistência para chegarmos na próxima fase da Copa do Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos