Nike veta palavrões e nomes de políticos em personalização de camisa da Seleção Brasileira

Personalização tem suas limitações em site oficial (Foto: Reprodução/Site da Nike)


A nova camisa da Seleção Brasileira para a Copa do Mundo já está disponível para venda no site oficial da Nike, patrocinadora oficial da equipe brasileira. A venda permite, por um valor adicional, a personalização com nome e número de preferência do cliente - exceto palavrões e nomes de alguns políticos.

+ Seleção lança uniformes: lembre todas as camisas do Brasil em Copas

A situação foi tema no Twitter através do perfil do jornalista José Passini, que tentou, sem sucesso, simular uma compra com os nomes dos pré-candidatos à Presidência da República Jair Bolsonaro e Lula. Outro pré-candidato, Ciro Gomes, também não é permitido - sendo possível escrever apenas "Ciro".

Palavrões em português e inglês também não são permitidos. Nas personalizações de números não há nenhum impedimento dentro dos dois caracteres disponíveis.

+ Veja a tabela e os grupos da Copa do Mundo de 2022

A camisa tem um tom amarelo parecido com a da conquista do pentacampeonato, em 2002, que completa 20 anos neste ano. A peça é inspirada na onça pintada, um dos maiores felinos do mundo, que é tradicional na fauna brasileira.

Ao longo da camisa, será possível observar marcas que lembram as manchas do animal. A campanha da Nike foi batizada de "Veste a Garra".