Neymar exalta momento '100% e feliz' na temporada e projeta recorde de gols na Seleção

Neymar deu duas assistências na vitória do Brasil sobre Gana nesta sexta (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)


Dentre várias boas respostas que a vitória da Seleção Brasileira sobre Gana deu ao torcedor, talvez uma das mais fortes tenha sido Neymar. Em mais uma ótima atuação, o camisa 10 deu duas assistências e foi bem em seu melhor momento na Europa nos últimos anos. Peça importante do Paris Saint-Germain, o jogador exaltou na zona mista do Estádio Oceáne, em Le Havre (FRA), a situação física.

- Estou jogando futebol, bem fisicamente. Isso me ajuda muito, meu problema nunca foi dentro de campo e sim algumas lesões, que atrapalharam. Quando eu estou 100%, inteiro e jogando futebol feliz, fica difícil para os adversários. As coisas vão acontecer naturalmente. Vou aprimorando cada vez mais. Óbvio que estou feliz de começar a temporada assim com bastante gols e muitas assistências. Espero continuar assim - afirmou o jogador.

+ Empolgação com o hexa contagia a web após vitória do Brasil sobre Gana; veja memes

Caso marque três vezes no próximo amistoso da Seleção Brasileira, Neymar vai igualar Pelé em gols com a camisa amarela. Isso baseado no critério da Fifa, que conta apenas jogos entre seleções. O Rei tem 77, enquanto o atual camisa 10 tem 74.

- Se Deus quiser. Vou falar com o pombo (Richarlison) agora para ele me dar assistência. Dei duas para ele hoje (risos).

Veja a tabela da Copa do Mundo 2022

A Seleção testou diante de Gana uma formação diferente com o quinteto ofensivo de Paquetá, Neymar, Vini Jr, Raphinha e Richarlison, que citou a ajuda defensiva de todos. Sobre isso, Neymar revelou uma conversa para que ninguém fosse sacrificado.

- Eu cheguei para eles no treino ontem e falei que era um time que, querendo ou não, a galera ia ver como ofensivo. Quatro atacantes, um meia ofensivo, que é o Paquetá. Falei que se a gente queria jogar juntos, tínhamos que nos ajudar. Ajudar na linha defensiva também e todo mundo correr. É gostoso isso, ninguém tem vaidade nenhuma. Somos amigos, em harmonia. Tanto os que estão jogando quanto os que estão fora - finalizou.

Agora a Seleção Brasileira embarca rumo a Paris para o último jogo antes da Copa do Mundo do Qatar. Na terça-feira, os comandados de Tite enfrentam a Tunísia no Parque dos Príncipes, casa do Paris Saint-Germain, às 15h30 (de Brasília).