Nene e Eguinaldo marcam, Vasco vence o Guarani e aumenta distância no G4 da Série B do Brasileirão

Nene marcou o primeiro gol do triunfo do Vasco sobre o Guarani, em São Januário (Daniel RAMALHO/VASCO)


Sob os olhares dos executivos da 777 Partners, o Vasco bateu o Guarani por 2 a 1, em São Januário, pela Série B. Nene e Eguinaldo marcaram os gols dos donos da casa, enquanto Anderson Conceição (contra) descontou para a equipe paulista. Com o triunfo, o Cruz-Maltino soma 45 pontos, aumentou a distância para o Londrina e assumiu a terceira posição. O Bugre, por sua vez, segue no Z4 com apenas 26.

Na próxima rodada, o Gigante da Colina medirá forças com o Brusque, sábado, às 16h30, no Augusto Bauer, em Santa Catarina. No mesmo dia e horário, a equipe de Campinas receberá o Sampaio Corrêa, no Brinco de Ouro. Ambos os confrontos serão válidos pela 28ª rodada da Série B do Brasileirão.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

ÍMPETO CRUZ-MALTINO

Com mais volume e ímpeto ofensivo, o Vasco começou a partida pressionando o adversário. A equipe carioca apostou em forçar o erro na saída de bola do Guarani para em velocidade levar perigo. Na primeira chance, Alex Teixeira fez boa jogada pela direita e cruzou para Eguinaldo cabecear por cima.

SOB A BATUTA DO CAMISA 10
Depois de um erro do Bugre, o Cruz-Maltino fez uma rápida jogada de contra-ataque. Com boa troca de passes, Eguinaldo encontrou Alex Teixeira na área. O atacante foi derrubado por Derlan na área, e o árbitro assinalou pênalti. Na cobrança, Nene bateu, com categoria, e abriu o placar para a festa da torcida.

BUGRE ASSUSTA
Em desvantagem no placar, o Guarani assustou em duas chances ainda no primeiro tempo. Na primeira, Edson Carioca partiu para cima, driblou dois adversários e arriscou de fora da área. A bola passou perto, à esquerda do Thiago Rodrigues. Jamerson cobrou escanteio na área, e Yuyri cabeceou sozinho para grande defesa do arqueiro cruz-maltino.

Na sequência, os donos da casa tiveram a oportunidade ampliar o placar em mais um rápido contra-ataque. No entanto, Nene ficou cara a cara com o goleiro bugrino, mas finalizou para fora.

MENINO DE OURO

Logo na volta do intervalo, o Cruz-Maltino conseguiu ampliar o placar com menos de um minuto. Marlon Gomes tocou para Andrey Santos, que arrancou e finalizou. Kozlinski espalmou, mas a bola sobrou para Eguinaldo estufar a rede.

GOL CONTRA
Na sequência do segundo gol vascaíno, o Guarani descontou. No início da jogada, Isaque cabeceou no cantinho e obrigou Thiago Rodrigues a fazer uma grande defesa. No lance seguinte, Jamerson cobrou escanteio fechado, e Anderson Conceição cabeceou contra o próprio patrimônio.

EGUINALDO NELES

Em cobrança de escanteio, Jamerson levou perigo novamente e colocou na cabeça de João Victor. A bola passou por cima, com muito perigo. Destaque da partida, Eguinaldo disparou para cima de três adversário e bateu colocado, assustando a meta da equipe de Campinas.

CENTROAVANTE PERIGOSO
Cansado, Eguinaldo foi substituído por Emílio Faro e deu lugar a Fábio Gomes. O centroavante entrou bem e teve duas chances de marcar o terceiro. Andrey tocou para o camisa 97, que chutou colocado para grande defesa de Kozlinski. Em outro bom momento, ele finalizou de primeira à direita da meta alviverde.

PRESSÃO NO FIM
No fim, Léo Matos fez uma falta desnecessária perto da área. Na cobrança, Giovanni Augusto bateu forte, mas a defesa do Vasco afastou o perigo. Os donos da casa suportaram a pressão do Guarani e conquistaram os três pontos para a festa na Colina Histórica.

FICHA TÉCNICA
VASCO 2X1 GUARANI

Data e hora:
31/08/2022, domingo, às 19h
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Jean Pierre Goncalves Lima (RS)
Assistentes: Jose Eduardo Calza (RS) e Luiza Naujorks Reis (RS)
VAR: Wagner Reway (PB)
Cartões Amarelos: Andrey Santos e Léo Matos (VAS) / João Victor (GUA)
Cartões Vermelhos:

Gols: Nene (19'/1T) (1-0) / Eguinaldo (1'/2T) (2-0) / Anderson Conceição (contra) (6'/2T) (2-1)

VASCO (Técnico: Emílio Faro)
Thiago Rodrigues; Léo Matos, Quintero, Anderson Conceição e Edimar; Yuri Lara, Andrey Santos e Marlon Gomes (Figueiredo 14'/2T); Nene (Palacios 24'/2T), Alex Teixeira (Gabriel Pec 24'/2T) e Eguinaldo (Fábio Gomes 36'/2T)

GUARANI (Técnico: Mozart)

Kozlinski; Ivan Alvariño, João Victor, Derlan e Jamerson (Mayk 30'/2T); Leandro Vilela, Madison (Eduardo Person 10'/2T), Giovanni Augusto, Isaque (Bruno José 18'/2T); Edson Carioca (Júlio César 10'/2T) e Yuri Tanque (Bruno Miranda 30'/2T).