Nene e Vasco serão julgados no STJD na próxima semana

Nenê pode ser suspenso de uma a seis partidas na Série B (Daniel RAMALHO/CRVG)


O Vasco pode ter problemas para a sequência da Série B. Na próxima quarta-feira, o meio-campista Nene e o próprio clube serão julgados no STJD por acontecimentos na partida contra a Chapecoense, em São Januário, pela 22ª rodada do Brasileiro. O jogador foi expulso na partida, enquanto o clube pode ser punido pelo arremesso de objetos no gramado.

+ Futuro de Mano Menezes no Inter é definido, Barcelona quer processar Atlético de Madrid… o Dia do Mercado!

Nene foi denunciado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva, que fala em “assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras deste Código”. Assim, ele pode ser punido com suspensão de um a seis jogos. O preparador físico Daniel Félix, também expulso por reclamação, foi enquadrado no mesmo artigo e será julgado com Nenê.

No empate em 0 a 0 com a Chape, no final de julho, Nene foi expulso aos 42' do 2º tempo por reclamação com o árbitro Douglas Marques das Flores. De acordo com o juiz, em seu relato na súmula, o jogador protestou de forma "acintosa" e proferiu palavrões. Depois do jogo, o meia confirmou o uso da palavra "cara***", mas ressaltou que não foi direcionada ao árbitro.

Além de Nene e Daniel Félix, o Vasco também foi denunciado e será julgado pelo arremesso de objetos no gramado. Na súmula, o árbitro relatou que um torcedor arremessou uma garrafa na direção de um dos assistentes, sem o acertar. O clube foi enquadrado no artigo 213, que fala em "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir", entre outras coisas, o lançamento de objetos no campo. O clube pode ser punido com multa de R$ 100 a R$ 100 mil e a perda de mando de campo de uma a dez partidas.