Nadal reage, vira contra Fognini e encara Gasquet no US Open

USTA


Tudo levava a crer que poderia ser o dia final de Rafael Nadal no US Open. Mas o espanhol ressurgiu, virou contra Fabio Fognini na madrugada desta sexta-feira e garantiu vaga na terceira rodada do último Grand Slam do ano.

O maior vencedor de Grand Slams com 22 conquistas derrotou o ex-top 10 e atual 60º colocado por 3 sets a 1 com parciais de 2/6 6/4 6/2 6/1 após 2h42min de duração na quadra central Arthur Ashe.

Nadal emplaca sua vitória 312 em Majors, 66ª do Aberto dos Estados Unidos onde busca o quinto troféu. Contra Fognino foi a 14ª vitória em 18 partidas.

Ele irá enfrentar no sábado o francês Richard Gasquet, ex-top 7, que derrotou o sérvio Miomir Kecmanovic, cabeça de chave 32, em quatro sets. Ele jamais perdeu do rival onde soma 17 vitórias.

O espanhol segue em busca de voltar ao topo do ranking. Será o líder se for o campeão ou desde que seja finalista e Daniiç Medvedev não seja o campeão ou que Medvedev, Carlos Alcaraz ou Casper Ruud não alcancem a final.

O jogo

Nadal começou muito abaixo perdendo por 6/2 e com uma quebra abaixo duas vezes no começo do segundo set. Mas conseguiu igualar e daí Fognini passou a errar. Rafa quebrou no fim novamente e fechou por 6/4 mesmo com 16 erros não-forçados no set. Ao longo do momento complicado, Rafa gesticulou com seu box sobre sua ansiedade e problemas na partida.

No terceiro set ele elevou o nível, quebrou cedo e ampliou para fechar, Abriu 3 a 0 no quarto quando um acidente paralisou o jogo. Sua raquete quicou no chão e foi direto em seu nariz. O mesmo sangrou e ele pediu atendimento. No retorno ele perdeu seis pontos seguidos, teve um 15/40, mas usou bem o saque e a passada para se salvar e sustentar o serviço, fazendo 4 a 1. Ele tornou a quebrar com volta dos erros do italiano e fechou por 6/1.