Na Sul-Americana, Santos revê rival que esteve no caminho do título da Libertadores de 2011

Santos busca inédito título da Copa Sul-Americana (Paulo Pinto / AFP)


O Santos vai duelar contra o Deportivo Táchira-VEN nas oitavas de final da Copa Sul-Americana. O sorteio foi realizado no início da tarde desta sexta-feira e os confrontos acontecem na última semana de junho e primeira semana de julho. O Peixe terá a vantagem de fazer o segundo jogo como mandante.

O Peixe reencontra os venezuelanos 11 anos após os duelos na fase de grupos da Copa Libertadores de 2011, conquistada pelo Santos. Naquela campanha, o Alvinegro empatou sem gols na casa do adversário, mas venceu por 3 a 1 no Pacaembu. Na ocasião, os gols foram marcados por Neymar, Jonathan e Danilo.

Neste ano, a equipe da Venezuela terminou em terceiro lugar no Grupo A da Libertadores e sofreu duas goleadas para o Palmeiras e uma para o Emelec. Foram 3 derrotas, 2 vitórias e 1 empate, com 8 gols marcados e 14 sofridos. Eles estão em quinto lugar no Campeonato Venezuelano, com 20 pontos, somando 5 vitórias, 5 empates e 3 derrotas com 21 gols marcados e 18 sofridos.

Ficha técnica de Deportivo Táchira 0 x 0 Santos:

Data: 15/02/2011 – às 22h45
Competição: Copa Libertadores – Grupo 5 – 1ª rodada
Local: Estádio Pueblo Nuevo, em San Cristóbal, Venezuela.
Árbitro: Carlos Vera, auxiliado por: Juan Cedeño e Byron Romero (trio do EQU)
Cartões amarelos: Fernández (DT); Danilo e Rodrigo Possebon (S).

DEPORTIVO TÁCHIRA
Sanhouse; Chacón, Moreno, Ronga e Yegüez; Guerrero, Fernández, Casanova (Parra) e Hernández (Del Valle); Pérez e Herrera.
Técnico: Jorge Luis Pinto

SANTOS
Rafael; Pará (Adriano), Edu Dracena, Durval e Léo (Alex Sandro); Arouca, Danilo, Rodrigo Possebon e Elano; Neymar e Diogo (Zé Eduardo).
Técnico: Adilson Batista

Ficha técnica de Santos 3 x 1 Deportivo Táchira:

Data: 20/4/2011 – às 19h30
Comnpetição: Copa Libertadores – Grupo 5 – 6ª rodada (última)
Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo, SP.
Público: 36.091 pagantes
Renda: R$ 1.327.265,00
Árbitro: Nestor Pitana (ARG).
Auxiliares: Gustavo Esquível (ARG) e Diego Bonfa (ARG).
Cartões amarelos: Yequez, Zafra, Fernández, Rouga (DT)
Gols: Neymar (04-1), Jonathan (13-1); Chacón (24-2) e Danilo (27-2).

SANTOS
Rafael, Jonathan, Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Danilo, Elano (Adriano) e Paulo Henrique Ganso (Pará); Neymar e Zé Eduardo (Maikon Leite)
Técnico: Muricy Ramalho

DEPORTIVO TÁCHIRA
Sanhouse, Rouga, Zafra, Moreno e Chacón; Yequez, Fernández, Guerrero (Del Valle) e Hernández (Gutiérrez); Herrera e Pérez Greco (Parra)
Técnico: Jorge Luis Pinto

Campanha do Táchira na Libertadores 2022

Deportivo Táchira 0 x 4 Palmeiras
Emelec 1 x 1 Deportivo Táchira
Independiente Petrolero 1 x 2 Deportivo Táchira
Deportivo Táchira 1 x 4 Emelec
Deportivo Táchira 3 x 0 Independiente Petrolero
Palmeiras 4 x 1 Deportivo Táchira

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos