Na sorte e com um a menos após expulsão, São Paulo arranca empate com o Cuiabá, pelo Brasileirão


A sorte prevaleceu e ajudou o São Paulo na noite deste domingo (4). Mesmo finalizando pouco e de novo com um jogador expulso, o Tricolor conseguiu encontrar um gol de bola parada e selar o empate em 1 a 1 com o Cuiabá, na Arena Pantanal, pelo Campeonato Brasileiro.

+ ATUAÇÕES: Welington é expulso, mas Luizão faz gol salvador do São Paulo contra o Cuiabá

Deyverson, ex-Palmeiras, fez seu primeiro gol com a camisa do Dourado logo aos quatro minutos de jogo, após pênalti cometido por Ferraresi.

+ Deyverson desabafa após discussão com Rafinha: 'Não sou palhaço'

A partir daí, parecia que ia ser mais um dia de tristeza para o torcedor são-paulino. A equipe pouco criava, sofria com as aparições do adversário em sua área e, para piorar, os jogadores se mostravam nervosos, caindo na pilha de Deyverson, que passou a provocá-los.

A tática deu certo até. Welington foi expulso no início do segundo tempo após levar o segundo cartão amarelo. O primeiro foi justamente ganho após bate-boca com o ex-palmeirense.

A partir daí, a coisa parecia que ia se complicar de vez para o São Paulo. Entretanto, mesmo com dez em campo, o Tricolor chegou ao empate com um gol de Luizão em jogada de bola parada, alçada à área.

O resultado mantém o São Paulo quatro pontos à frente do Cuiabá. O Tricolor é o 14º colocado, com 30 pontos. O Dourado sai da zona de rebaixamento e fica em 16º, com 26.

A fase, contudo, está longe de melhorar: são seis jogos seguidos sem vitórias e apenas um triunfo nos últimos dez duelos disputados pela principal competição nacional.

Para chutar a zica, a torcida deu o recado de novo na Arena Pantanal: é quinta-feira!

Cuiabá x São Paulo
Cuiabá x São Paulo

São Paulo arrancou empate fora de casa (Foto: AssCom Dourado)

O JOGO

O objetivo do São Paulo era sair da crise. Mas o Cuiabá, em franca ascensão no campeonato, mostrou logo de cara que os paulistas não teriam vida fácil na Arena Cuiabá.

No primeiro minuto de jogo, Valdívia cobrou escanteio e Joaquim, livre de marcação, desviou na primeira trave e quase abriu o placar.

Era um prenúncio de que as coisas se complicariam. O que de fato aconteceu no lance seguinte. Aos 3', André Luis é lançado, domina, consegue entrar na área e acaba derrubado por Ferraresi. Pênalti marcado e convertido por Deyverson, que marcou assim seu primeiro gol com a camisa do Dourado.

Com uma escalação alternativa, o Tricolor tentava encontrar espaços na marcação cuiabana. Conseguiu aos 10', quando Welington cobrou falta na área e Galoppo desviou para fora, com certo perigo.

A resposta dos mandantes, contudo, foi precisa. Aos 11', Pepê tabelou com André Luis e conseguiu penetrar na área para desviar de primeira o passe na medida, mas a bola foi para fora com Felipe Alves já vendido no lance.

O São Paulo mantinha a essa altura uma posse de bola superior a 70%. Era muito, mas não se traduzia em finalizações. Objetividade seguia sendo um ponto negativo ao Tricolor. Aos 18', Alisson trabalhou pela esquerda, abriu o espaço e fez o cruzamento rasteiro na medida, mas Galoppo furou bisonhamente. Logo em seguida foi a vez de Marcos Guilherme bater de primeira da entrada da área, para fora.

Depois do início fulminante, com chances para os dois lados, o Dourado resolveu concentrar o jogo no erro do adversário, em crise, e com falta de poderio ofensivo. Aos 31', Galoppo, de novo, arriscou o chute de longe, para fora, mostrando o grau de nervosismo do Tricolor no jogo.

Aos 34', o Cuiabá foi de novo ao ataque. André Luis lançou Valdívia na medida, ele ganhou de Rafinha na corrida e finalizou, já desequilibrado, para fora.

TABELA
> Confira classificação, jogos e simule resultados do Brasileirão-22
> Confira todos os jogos da Copa do Brasil-22
> Confira todos os jogos da Copa Sul-Americana-22
> Conheça o novo aplicativo de resultados do LANCE!

WELINGTON É EXPULSO, MAS SORTE PREVALECE AO TRICOLOR

O segundo tempo começou como um fantasma do que o São Paulo vivera em Goiânia (GO). Ceni mais uma vez se arriscou com substituições que mudaram o esquema de jogo proposto inicialmente. E, assim como na capital do estado vizinho de Mato Grosso, um lance seria determinante: aos 6', Welington, que tomara o amarelo na reta final da etapa inicial após confusão com Deyverson, acabou expulso após falta em André Luís.

Ante um adversário nervoso e agora com um jogador a menos em campo, o Cuiabá se animou. Aos 13', Valdívia ficou com a sobra após cobrança de escanteio e cruzou para André Luis desviar de cabeça para fora. No lance seguinte, outra vez o atacante cuiabano finalizou após passe do meia, mas desta vez Felipe Alves defendeu.

Com a vantagem no placar e diante de um adversário que passava pouco perigo (passou 30 minutos do segundo tempo sem finalizar), o Cuiabá se lançava pouco ao ataque. E quando ia, abusava dos chutes de longe. Aos 22', João Lucas soltou a bomba de perna esquerda e novamente Felipe Alves fez boa defesa.

Aos 27', enfim, o Tricolor apareceu no ataque. Alisson recebeu na entrada da área, ajeitou e bateu colocado, mas João Carlos defendeu e evitou o que seria um belo gol dos visitantes.

O ânimo mostrado no primeiro terço do jogo parecia enfim ter voltado para as duas equipes. Aos 33', Rodriguinho carregou pafa o meio e toca de passagem para André Luis chegar batendo rasteiro e de novo exigindo boa defesa de Felipe Alves.

No minuto seguinte, festa paulista. Igor Vinícius cobrou falta da entrada no primeiro pau e Luizão subiu com a marcação para desviar e empatar o jogo para o São Paulo.

PRÓXIMOS JOGOS

Na próxima rodada do Brasileirão, o São Paulo entra em campo às 16h (de Brasília) do domingo (11), para o clássico contra o Corinthians, no Morumbi. Um dia antes, às 16h30 (de Brasília), o Cuiabá vai a Porto Alegre (RS) encarar o Internacional.

Antes disso, contudo, o Tricolor faz o jogo de vida ou morte na semifinal da Copa Sul-Americana ante o Atlético-GO, às 21h30 (de Brasília) de quinta-feira (8), no Morumbi. Depois de perder o jogo de ida por 3 a 1, precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para ao menos levar a decisão aos pênaltis.

FICHA TÉCNICA
CUIABÁ 1 x 1 SÃO PAULO
CAMPEONATO BRASILEIRO - 25ª RODADA


Data e horário: 4/9/2022 (domingo), às 19h (de Brasília)
Local: Arena Pantanal, em Cuiabá (MT)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (FIFA) - RJ
Assistentes: Thiago Henrique Neto Correa Farinha - RJ e Leila Naiara Moreira da Cruz (FIFA) - RJ
Árbitro de Vídeo: Rodrigo Nunes de Sa (VAR-FIFA) - RJ
Público e renda: não disponíveis

Cartões amarelos: António Oliveira, Valdívia, Deyverson e Alan Empereur (Cuiabá); Ferraresi e Welington (São Paulo)
Cartões vermelhos: Welington aos 8min do 2ºT
GOLS: Deyverson (pênalti) aos 6min do 1ºT (1-0) e Luizão (cabeça) aos 34min do 2ºT (1-1)

CUIABÁ: Walter (João Carlos 39/1); João Lucas, Alan Empereur, Marllon e Sidcley (Kelvin Osório 26/2); Joaquim Henrique, Marcão, Valdívia e Pepê; André Luís (Rodriguinho 26/2) e Deyverson (Alesson, intervalo)
Técnico: António Oliveira

SÃO PAULO: Felipe Alves; Rafinha, Luizão, Ferraresi (Juan, intervalo) e Welington; Gabriel Neves, Galoppo (Igor Gomes 32/2) e Alisson; Patrick (Beraldo 13/2), Bustos (Talles Costa 23/2) e Marcos Guilherme (Igor Vinícius, intervalo)
Técnico: Rogério Ceni