Na chegada ao Palmeiras, Tabata explica modelo de jogo favorito e cita papo com Abel Ferreira

Bruno Tabata cita papo com Abel Ferreira para justificar escolha de atuar no Palmeiras (Foto: Divulgação/Palmeiras)


Nesta sexta-feira, Bruno Tabata foi oficialmente apresentado pelo Palmeiras na Academia de Futebol. O meia-atacante, contratado junto ao Sporting-POR, citou um bom papo com o ‘mister’ Abel Ferreira e justificou a escolha de atuar pelo Verdão, recusando propostas relativamente melhores.

GALERIA

> Veja cinco dicas do Cartola para a 22ª rodada do Brasileirão
> Conheça os 30 indicados para a Bola de Ouro

- Nos últimos dias eu não tive muito contato com o mister, porque ele estava 100% focado no jogo. Acho que o foco principal era passar pelo Atlético-MG. Mas o contato com o mister foi muito bom. Desde que eu comecei a falar com ele, sobre a possibilidade de vir para cá, ele me deixou muito tranquilo, me passou excelentes indicações do clube, da estrutura, e me disse que o Palmeiras era um clube diferente. Eu acompanho de fora e já sabia disso, então só me deu mais vontade de estar aqui - ressaltou.

Canhoto que se destaca pelo chute de média e longa distância, além da habilidade em bolas paradas, Tabata explicou qual é sua posição preferida dentro de campo. Segundo o meia, ele é um jogador muito versátil que pode ajudar a equipe em qualquer lugar.

Antes de chegar ao Brasil, inclusive, o atleta alegou assistir a diversos jogos do Palmeiras para entender as principais características dos comandados de Abel.

TABELA

> Clique e confira a tabela completa e simulador do Brasileirão!

- Na minha passagem lá fora eu acabei virando um jogador muito versátil, eu atuei por todas as posições, menos as mais defensivas. Já atuei dos dois lados, por dentro, como falso 9… Diferente da posição do Rony, porque ele é um jogador de mais profundidade, e eu sou um jogador de dar apoio, de ligação. Me sinto preparado para jogar em qualquer função que o mister precisar. Como eu falei, eu sempre joguei mais pela direita, mas eu nunca fui um ponta de profundidade, eu sempre fui um armador, que consegue chegar e fazer as duas funções, e eu vou estar preparado para fazer qualquer função que o mister precisar - disse Tabata, que concluiu:

- Assim que eu soube da possibilidade de vir pra cá, comecei a assistir uns seis, sete jogos do Palmeiras. Eu já acompanhava muito, mas vi para poder ter uma ciência melhor de cada posicionamento, de cada jogador. É um time que cria muitas oportunidades, e eu acho que isso facilita muito para quando eu for escolhido para estar dentro de campo, independentemente da posição, para poder conectar com meus companheiros, ganhar entrosamento… Enfim, tem tudo para ser uma adaptação muito rápida.

O nome do meia Bruno Tabata foi publicado no BID da CBF, e ele já pode entrar em campo pelo Alviverde neste sábado, pela 22ª rodada, diante do Corinthians. A bola rola às 19h, na Neo Química Arena.