Números defensivos de Róger Guedes alimentam temor de Vítor Pereira no Corinthians

Róger Guedes ainda não conseguiu engrenar nas mãos do técnico Vítor Pereira (Foto: Alex Silva / LANCEPRESS!)


Quando o técnico Vítor Pereira afirma que os atacantes Róger Guedes e Yuri Alberto não podem jogar juntos, ele deixa bem claro que se preocupa com a recomposição defensiva do Corinthians pelos lados do campo.

+ Mercado fechado: confira o balanço da janela de transferências do Corinthians

E os números mostram o quanto o novo camisa 10 deixa a desejar nesse sentido.

Róger é o atleta que mais perde bola no elenco corintiano. Foram 131 perdas nesta temporada. No Campeonato Brasileiro, ele é o segundo nesse ranking, com 62 em 20 partidas disputadas. O atacante só fica atrás de Du Queiroz, que perdeu 63, com um jogo a mais disputado.

Porém, Du é o melhor corintiano em número de desarmes neste Brasileirão, com 37, enquanto Guedes não desarmou um adversário sequer na competição.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil e simule os próximos jogos

Atletas que têm ocupado as lacunas de Róger Guedes estão apresentando números positivos em quesitos defensivos.

Adson, por exemplo, é o segundo corintiano que mais desarma neste Brasileirão. O meia-atacante tem 30 desarmes no campeonato. Gustavo Mosquito, que também é opção no setor, tem seis.

As estatísticas fazem parte de um levantamento do LANCE! utilizando-se dos dados fornecidos pela plataforma FootStats.

INTERAÇÕES COM YURI ALBERTO

Em oito jogos desde a chegada do centroavante ao Corinthians, a dupla esteve presente em seis. Atuando junta durante 90 minutos foi somente em uma ocasião, no clássico contra o Palmeiras, no último sábado (13), pelo Campeonato Brasileiro. Na ocasião, o Timão foi derrotado por 1 a 0, na Neo Química Arena.

No total, Róger e Yuri atuaram 268 minutos dos 720 disponíveis.

As partidas contra Coritiba e Avaí foram as que os jogadores mais interagiram em campo. Nas duas ocasiões houve cinco trocas de passes entre eles.

Contra o Coxa, na estreia de Alberto pelo Timão, o centroavante recebeu três bolas de Guedes, e passou outras duas ao companheiro. Já contra o Leão, há duas semanas, os números se inverteram, com Róger dando dois passes para Yuri, que, por sua vez, deixou três vezes a redonda com o companheiro de ataque. Ambas as partidas foram válidas pelo Brasileirão.