Fluminense tem preocupação com cartões e pode atingir maior marca negativa do século

David Braz já foi expulso três vezes nesta temporada (FOTO: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.)


Os cartões vermelhos na equipe do Fluminense estão sendo mais frequentes do que o normal. No último sábado, na derrota do Tricolor para o Atlético-MG, pelo Campeonato Brasileiro, o zagueiro Manoel foi expulso após colocar a mão na bola dentro da área. Com isso, o clube atingiu o número de 14 expulsões na temporada 2022, sendo o maior desde os últimos 16 anos.

De todas as competições pelo Fluminense na temporada, apenas na Copa do Brasil que não houve expulsões. Fazendo a soma, nove foram pelo Brasileirão, três no Campeonato Carioca, uma pela Copa Libertadores e uma na Sul-Americana.

Dos jogadores que mais foram expulsos, o zagueiro David Braz aparece na primeira posição, com três expulsões, sendo dois em Fla-Flus e contra o Atlético-GO. Na sequência, o zagueiro Manoel aparece com dois vermelhos. Além deles, Fred e Nonato, que já não estão mais no elenco, também têm o mesmo número. Caio Paulista, Calegari, Nino, André e Marrony somam um cartão vermelho na temporada.

+ VEJA A TABELA DO BRASILEIRÃO

Em comparação com as temporadas passadas, o crescimento dos cartões vermelhos mais do que dobraram. Com 14 vermelhos até o momento, o Fluminense não superou do ano de 2005. Nesta ocasião, 15 atletas levaram o cartão vermelho. O clube ultrapassou a temporada de 2006, com 13 vermelhos.

O ano em que o clube viu mais cartões amarelos foi em 2005, com 15 cartões vermelhos ao todo na temporada. No ano seguinte, o Tricolor ainda continuou com um número alto e somou 13 expulsões. A temporada de 2002 foi com o menor número de cartões vermelhos, com apenas dois jogadores fora de condição de jogo.

VEJA O NÚMERO DE EXPULSÕES NO SÉCULO:

2022 - 14
2021 - 5
2020 - 5
2019 - 9
2018 - 5
2017 - 5
2016 - 4
2015 - 8
2014 - 3
2013 - 7
2012 - 5
2011 - 4
2010 - 6
2009 - 12
2008 - 6
2007 - 3
2006 - 13
2005 - 15
2004 - 10
2003 - 12
2002 - 2
2001 - 8