Não dá para chamar Felipão de ‘inimigo do futebol’ | Alexandre Praetzel

Após o empate entre Flamengo e Athletico na Copa do Brasil, muitas foram as críticas ao modo como Felipão tratou o jogo, com muitos dizendo que os paranaenses tiveram a sorte de não perder. Mas no fim das contas, o técnico conquistou seu objetivo: não perdeu e leva o confronto para ser decidido em casa. Veja a análise de Alexandre Praetzel.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos