Modernização de Reffis do São Paulo terá novidades e foco em melhorar a recuperação de atletas

O Reffis do São Paulo foi fundado em 2003 (Foto: Divulgação/ São Paulo)


Nos próximos dias, provavelmente antes da final da Copa Sul-Americana, o São Paulo já deverá contar com o Reffis modernizado. Os novos aparelhos do Núcleo de Reabilitação Esportiva Fisioterápica e Fisiológica serão destinados para acelerar e melhorar o diagnóstico de atletas machucados.

> ATUAÇÕES: Calleri volta a marcar, e Bustos “desencanta” em vitória do São Paulo

> Veja tabela do Campeonato Brasileiro e simule os próximos jogos

De acordo com apurações levantadas pelo LANCE!, entre os aparelhos novos que devem chegar, está um ultrassom, que será de bom grado para detectar e prevenir futuras lesões. A reforma do núcleo custou cerca de R$ 400 mil para o clube. Ainda conforme o que foi informado ao L!, o valor começará a ser pago a partir de 2023 e será dividido em dez parcelas.

Parte do Centro de Treinamento na Barra Funda desde 2003, o Reffis teve como princípio desde o começo como um núcleo que pudesse servir para a recuperação dos atletas. A modernização foi orientada muito pelo crescimento no número de desfalques por conta de lesões neste ano no clube. Somente nesta temporada, quatro atletas não guardam previsão de retorno até o final do ano.

No caso, Arboleda, Caio, Gabriel Neves e Moreira. Outro caso que chamou atenção foi o de Luan, diagnosticado em outubro de 2021 com uma avulsão tendínea no músculo adutor da coxa esquerda, porém somente neste ano passou por cirurgia, após voltar a sentir dores.

A modernização do Reffis - e a chegada de equipamentos como o ultrassom, citado anteriormente - será de grande apoio para eventuais casos como o do volante. Uma vez que quanto mais cedo feito o diagnóstico e quanto mais contar com tecnologia, melhor será encaminhado o tratamento e mais rápido será o retorno do jogador para os gramados.

O calendário apertado do Tricolor e a sequência de decisões que enfrentou neste ano - uma vez que chegou à final do Campeonato Paulista, semifinal da Copa do Brasil e ainda enfrenta o Brasileiro e a final da Copa Sul-Americana - passaram a exigir um olhar mais atencioso do Departamento Médico. O Tricolor não enfrentou praticamente nenhuma partida em que não contasse com pelo menos um desfalque por lesão, desde o Campeonato Paulista.

A reforma do centro de fisioterapia do Reffis do São Paulo foi uma promessa feita no final de 2021, por Julio Casares, com a criação da Divisão de Excelência Médica (DEM). A modernização do Centro de Treinamento foi um dos principais pontos debatidos na atual gestão do presidente do São Paulo.