Melhor dupla do mundo se supera e vai à semi no Mundial de Beach Tennis

@goldclubphoto


Atletas de Heroe´s e melhores do mundo, Giulia Gasparri e Ninny Valentini estão precisando de superar esta semana na busca pelo bicampeonato mundial realizado em Terracina, na Itália. A competição é a mais valiosa com 550 pontos para cada parceria campeã.

As duas derrotaram a dupla espanhola formada por Eva Palos e Sabrina Garcia por 6/4 6/3: "Hoje foi uma dura partida, nossas oponentes jogaram bem, pra nós foi um pouco difícil por conta do problema no ombro de Ninny, então ela não consegue sacar por cima e seu smash não está tão forte como costuma ser, mas usamos a cabeça e lutamos muito por cada ponto", disse Gasparri.

Ninny teve o problema no ombro pela primeira vez há dois anos e as dores retornaram dias antes do começo do Mundial.

"Estamos lidando com a situação dia após dia, sabemos que precisamos mudar algo no nosso jogo e estamos tentando adaptar nosso jogo o melhor possível apesar do problema".


A dupla joga nesta sexta-feira por vaga na final contra as brasileiras Vitória Marchezini e Marcela Vita no terceiro jogo da quadra central, em torno das 8h30 de Brasília. Gasparri e Ninny somam 58 vitórias e apenas cinco derrotas em um ano com sete títulos conquistados.

Pela chave masculina, Diego Bollettinari, 12º do mundo e também da Heroe´s , e o parceiro italiano Tomaso Giovannini, 8º, derrotaram a dupla brasileira formada por Leonardo Branco e Daniel Mola por um duplo 6/4 e enfrentam nesta sexta a dupla formada pelos principais favoritos, o italiano Michelle Cappelletti e o espanhol Antomi Ramos valendo vaga na semifinal no quarto jogo do dia, em torno das 10h.

"Jogamos bem! Jogo muito duro com muitos pontos longos, os dois set 5/4 para a gente 40/40 eles no saque e ganhamos esses pontos mais importantes", disse Bollettinari.

Atual vice-campeão Mundial, Doriano Beccaccioli, 11º colocado e da Heroe´s, e o francês Theo Irigaray, 12º, derrotaram a dupla do venezuelano Eduardo Garay e o portorriquenho Javier Mendez por 6/4 6/1: "É sempre bom jogar aqui, a sensação é sempre muito boa, ter o suporte das pessoas é sempre bom pois sempre tenho jogado fora de casa", disse o atleta italiano.

A dupla encara a parceria do atual campeão mundial, o russo Nikita Burmakin e o brasileiro André Baran.