Mateus Vital agrada a Vítor Pereira e se torna 'reforço' para o Corinthians

Mateus Vital voltou ao Timão neste ano e tem jogado com regularidade (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)


Mateus Vital começou o ano emprestado pelo Corinthians ao Panathinaikos, da Grécia, quase foi negociado, mas terminará a temporada como peça importante no elenco corintiano.

+ Manto do Corinthians: veja os modelos finalistas para quarta camisa do Timão em 2023

O meia-atacante não é titular, mas vem sendo fundamental para o técnico Vítor Pereira, entrando no decorrer das partidas. O treinador português reveza bastante o seu time base, mas, desde a eliminação da Libertadores, há pouco mais de um mês, tem mexido pouco na estrutura principal da equipe alvinegra, principalmente nas duas últimas semanas, quando o Timão teve mais dias entre as partidas.

Desde que retornou de empréstimo, no início do segundo semestre, Vital esteve presente em todas as partidas do Corinthians. Ele foi titular no primeiro confronto, contra o Fortaleza. Nos demais jogos, entrou no segundo tempo. A minutagem em campo varia entre quatro e 24 minutos e totaliza 135 minutos pelo Time do Povo até aqui na temporada, o que daria um 1,5 jogo completo.

Vítor Pereira ainda não enxerga Vital como titular, mas tem gostado muito de trabalhar com o atleta. Mas, para isso, o meia precisou conquistar o treinador português. VP se encanta facilmente com os atletas que no cotidiano de trabalho disputam cada bola como se fosse um prato de comida, principalmente os mais jovens e aqueles que precisam conquistar espaço.

+ LANCE! transmite ao vivo e de graça jogos da Bundesliga a partir deste sábado. Confira todas as informações sobre o torneio e transmissão

Mateus Vital, no entanto, é mais técnico e menos combativo. Com isso, por exemplo, Ramiro, que voltou de empréstimo do mundo árabe na mesma época que o meia-atacante, teve primeiramente a oportunidade de se reintegrar nos jogos. Vítor entendia que o ex-gremista poderia ser usado como homem de beirada, mas deu um passo para trás e tem trabalhado com ele como volante.

Correndo por fora, Vital teve as suas chances em sequência e conquistou Pereira com o desempenho técnico. Vítor ainda enxerga algumas falhas no jogador, principalmente na falta dele em sentir os jogos, mas acredita muito que Mateus tem um grande potencial de evolução e, por isso, tem apostado nele e confiado os lados de campo, principalmente o direito, nas entradas do jogador no decorrer das partidas.

+ Confira a tabela da Copa do Brasil e simule os próximos jogos

A situação de Mateus Vital no Corinthians é uma reviravolta, pois o atleta poderia ser até liberado de graça na janela de transferências no meio deste ano. Quando o Panathinaikos recusou pagar 4 milhões de euros (R$ 21 milhões), a diretoria corintiana cogitou romper amigavelmente com o meia e manter uma parte dos direitos econômicos em casos de venda futura.

No Brasil, Ceará, Grêmio, São Paulo e Vasco fizeram consultas pelo jogador. No entanto, o Corinthians priorizou o mercado internacional, que teve o Vitória de Guimarães, do Portugal, e o Valladolid, da Espanha, fazendo propostas concretas ao Timão. Em ambas, o entrave foi a divisão de direitos, já que os Corinthians possui 70% dos direitos do jogador e gostaria de ficar com uma parcela maior pela cessão dos direitos. O Genk, da Bélgica, chegou a fazer um contato, mas não abriu negociação.

O contrato de Mateus Vital com o Timão vai até dezembro de 2023. Portanto, a partir do primeiro semestre do ano que vem o atleta já poderá assinar pré-contrato com outro clube.