Marlon Gomes brilha ao lado de veteranos, mas preocupa o Vasco com lesão

Marlon Gomes foi o destaque do Vasco no primeiro tempo em São Januário (Foto: Daniel Ramalho / Vasco)


Em um Vasco há anos vivendo na crise financeira, é nas categorias de base que mora a esperança por dias melhores. Rodada após rodada, garotos criados em São Januário mostram que merecem atenção e com Marlon Gomes não foi diferente. Depois de Andrey Santos e Eguinaldo, o meio-campista é mais um a cair rapidamente nas graças do torcedor e deixou o campo na vitória por 3 a 1 sobre o Tombense muito celebrado.

Marlon teve a primeira chance como titular na derrota para a Ponte Preta na última rodada da Série B. Apesar do resultado, foi uma das únicas boas notícias do time em Campinas. Naquela ocasião, foi uma das apostas para suprir as ausências de Yuri Lara, Nene e Palacios, mas, mesmo na volta dos mais experientes, seguiu na equipe e brilhou. Fez bela jogada no primeiro gol, deixou o dele para ampliar o placar, mas acabou saindo lesionado logo no início do segundo tempo.

O jogador foi examinado no vestiário e fará exame de imagem nos próximos dias na coxa esquerda para saber se será problema para o time nas próximas partidas. Depois de deixar o campo mancando e muito chateado, ele passou pela zona mista com uma movimentação melhor, mas ainda com algumas dores.

Veja a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

​- A ficha ainda não caiu. Desde a base sou marcado por ser um jogador muito versátil. Já joguei em algumas posições dentro do meio-campo. Fico muito feliz pela minha atuação hoje no primeiro tempo. No segundo, infelizmente senti uma dor, mas se Deus quiser não vai ser nada demais. Agora é pensar no próximo jogo, treinar bem e focar na semana - falou o jovem ainda no estádio.

Com contrato até dezembro de 2024, Marlon Gomes é uma das joias do Vasco. Natural de Campo Grande, na zona oeste do Rio de Janeiro, o "Marlinho", como é chamado pelos companheiros, chegou ao clube há quatro anos vindo do Nova Iguaçu. Mesmo em uma geração recheada de bons nomes, ganhou espaço e passou a ser chamado para as Seleções Brasileiras sub-15, 17 e 20. Em junho deste ano, foi campeão do Torneio Internacional Sub-20 com Andrey Santos.

+ Andrey, Eguinaldo e Marlon Gomes: promessas do Vasco repetem roteiro de adaptação rápida aos profissionais

VERSATILIDADE

Se na arte inicial do Vasco era esperado que Marlon aparecesse mais centralizado e Nene pelas pontas, a realidade foi quase oposta. Com muita liberdade no campo, o jovem fez de tudo ao longo da primeira etapa. Nos 52 minutos em campo, acertou 14 dos 21 passes tentados, deu uma finalização (a do gol), três roubadas de bola, dois dribles, duas assistências para finalização e sofreu três faltas. Os números são do "Footstats".

Desde a base, o jogador de 18 anos já atuou em diversas funções no meio-campo. Chegou até a ser usado como lateral-direito pelo sub-20 e no profissional flutua pelos lados direito e esquerdo do ataque. Pelo último time de base, fez 22 jogos, sete gols e quatro assistências em 2022. Em uma semana no time de cima, já fez a estreia contra o Ituano, no empate em 1 a 1, pela 19ª rodada.

São cinco jogos, dois seguidos como titular, um gol e uma assistência para Marlon. Preocupado com o processo de transição, o técnico Emílio Faro fez questão de ressaltar que garotos da base oscilam, mas exaltou a tranquilidade do meio-campista nesse começo.

- A opção não foi minha, foi nossa, do Vasco. Existe uma integração da base com profissional, existem profissionais nessa transição. O Vasco está fechado dentro de um processo e nós temos atletas que são validados. A partir desse tipo de informação e da coleta de dados que temos da base, começamos a observar no treino. A entrada no profissional a gente tem que entender o seguinte: A gente quer que em toda partida ele entregue a mesma performance. Mas a tendência é oscilar. Não vai ter a mesma performance todo tempo. Hoje (sábado) foi uma grata partida - afirmou.

O resultado deixa o Vasco em quarto, com 42 pontos, oito a mais do que o Londrina, em quinto e que já jogou na rodada. Os cariocas voltam a entrar em campo na próxima quinta-feira contra o CSA, fora de casa, às 20h.