Lyncon, do Vasco, projeta duelo contra o Bahia pela Copa do Brasil Sub-17: 'Nosso diferencial é a união'

Lyncon, zagueiro e capitão do Vasco Sub-17, analisa duelo contra o Bahia, em São Januário (Divulgação/Vasco)


Após conquistar a vantagem no jogo de ida, o Vasco encara o Bahia, nesta quinta-feira, às 19h, em São Januário. A equipe carioca venceu por 2 a 0, em Salvador, e agora tenta avançar às finais da Copa do Brasil Sub-17. O zagueiro Lyncon conversou com o Lance!, analisou o momento do time na temporada e projetou o duelo com os baianos.

- Conseguimos uma boa vantagem no jogo de ida, fora de casa, mas sabemos que não há nada ganho. É necessário ter os pés no chão e entrar em campo bastante concentrados no que devemos fazer, pois sabemos que será um jogo dificílimo, em que não poderemos entrar desligados - disse o defensor, e em seguida emendou:

+ Confira e simule a tabela do Camepoanto Brasileiro

- O nosso sistema defensivo vem fazendo uma boa temporada e isso ocorre em função do comprometimento, não só da última linha, mas do time inteiro que pressiona desde lá da frente, dificultando o jogo do time adversário. O nosso diferencial é a união dentro de campo, que alinhada à nossa qualidade técnica faz com que a gente consiga se sobressair sobre os adversários - completou.

Na outra chave, o Palmeiras derrotou o Sport por 5 a 2, no Arruda, e decidi em casa no próximo sábado. Lyncon também analisou o seu desempenho na temporada e ressaltou que evoluiu na saída de bola e que procura sempre ajudar na construção das jogadas com bolas longas.

- Eu venho fazendo uma temporada bastante regular, acumulando boas partidas e em consequência disso, ajudando a minha equipe a sair com as vitórias. Evoluí bastante na construção de jogadas, pois a bola sempre começa nos meus pés. Ter uma boa saída é fundamental para a bola chegar com qualidade no ataque. Quero evoluir mais o meu jogo aéreo, tanto ofensivo, para ajudar a minha equipe com gols, quanto defensivo, para cortar lançamentos longos, pois muitos times com atacantes rápidos forçam essas bolas longas - analisou, e falou da relação com companheiros e treinador.

- A relação com o treinador é bastante transparente. Mesmo ele chegando esse ano, conseguiu mostrar suas ideias táticas e nós nos adaptamos rapidamente. Como capitão, sei das minhas responsabilidades dentro e fora de campo, por isso sempre tento ajudar os meus companheiros. O Vasco entra em toda competição para vencer e ser campeão, mas o mais importante é a formação do atleta, é o nosso desenvolvimento coletivo e individual. Mas claro que um grupo campeão sempre é melhor visto - acrescentou.

Por fim, o defensor e capitão da equipe sub-17 falou sobre a possível transformação do Vasco em SAF e a chegada da 777 Partners. Ele salientou como novos investimentos no clube carioca podem ajudar na transição dos meninos da Colina para o time profissional.

+ Entenda por que o Vasco mantém interesse em Maurício Souza para ser seu técnico

- Eu acho que a SAF vai ajudar ainda mais no nosso desenvolvimento, pois virá agregar ideias e investimentos novos, potencializando o excelente trabalho já realizado por todo staff do Vasco da Gama e isso vai facilitar a nossa transição base-profissional. Dessa forma, chegaremos mais preparados para brilhar com a camisa do Vasco - frisou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos