Luva de Pedreiro fala de vida 'embaçada' na Bahia antes de conhecer Falcão


Iran Ferreira, o Luva de Pedreiro, concedeu entrevista exclusiva ao LANCE! e falou sobre os momentos de dificuldade antes do momento de ruptura com o ex-empresário Allan Jesus e o acerto com a equipe de Falcão, lenda do futsal.

Veja o papo em vídeo abaixo:

+ Veja com fotos inéditas como é a casa do Luva de Pedreiro

O jovem baiano disse que vivia uma vida com limitações financeiras, diferente de outros influencers que impactam milhões de seguidores pelas redes sociais.

- Quando eu estava lá (na Bahia) sem Falcão era embaçado. Era difícil, ruim para c***. E o Falcão veio e me ajudou. Mas eu estava sossegado. Dando para comer, não passar fome, eu fico bem. Sou assim - disse.

- Hoje melhorou tudo. Eu gosto de jogar videogame. Um PES, GTA e Homem-Aranha. Um futebolzinho. Um Fifa. Eu sou um cara simples, não me importo tanto com luxo. Me importo só em fazer vídeo. Quero só felicidade. Tendo felicidade para mim é o que importa - completa.

Luva de Pedreiro
Luva de Pedreiro

Luva posa na sacada de seu quarto na mansão em Recife (Foto: Ricardo Guimarães/Lance!)

Luva contou ainda que confiou em levar sua insatisfação com o ex-empresário para Falcão por acreditar na credibilidade do ex-atleta no meio do esporte, mesmo sem conhecê-lo pessoalmente. Luva também destacou que é fã do astro do futsal mundial desde a infância.

- Eu vi o Falcão pela primeira vez quando vim pra cá (em Recife). Ainda não tinha conhecido ele pessoalmente. Eu sou muito fã dele. Não cheguei a cogitar outros jogadores (para tocar minha carreira). Eu fiquei preocupado (após perder acesso as redes sociais), porque eu gosto de postar e fazer vídeo. Eu só gostava da minha liberdade, ser eu mesmo. Fazer o que eu quero.

Luva ainda comentou que não tem medo de cair no esquecimento dos fãs que possam 'enjoar' de seus bordões e acredita que novos conteúdos devem surgir naturalmente.

- Sou conhecido em todo lugar. Fui para Marrocos e o pessoal estava falando ‘Receba’. Não ligo (de não ser conhecido). As coisas acontecem naturalmente. Eu invento umas 'patacoadas'. Mas eu entrego tudo na mão de Deus. Eu quero só fazer vídeo e ganhar o mundo. Eu já sou o melhor do mundo. quero ser o 'mais maior do mundo' - afirmou Luva.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos