Lula tem 45% das intenções de voto e Bolsonaro soma 31%, diz pesquisa Genial/Quaest

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante entrevista à Reuters em São Paulo

Por Pedro Fonseca

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) manteve a liderança da corrida ao Palácio do Planalto na eleição de outubro, com 45% da preferência do eleitorado em simulação de primeiro turno, contra 31% do presidente Jair Bolsonaro (PL), mostrou pesquisa Genial/Quaest divulgada nesta quarta-feira.

Esse resultado daria ao petista a vitória já no primeiro turno em 2 de outubro, de acordo com o levantamento, uma vez que Lula tem percentual superior ao da soma de seus adversários.

Lula oscilou 1 ponto para baixo em relação ao mês passado, enquanto Bolsonaro oscilou 1 ponto para cima, o que fez a diferença entre os dois candidatos recuar de 16 para 14 pontos neste mês. A margem de erro do levantamento é de 2 pontos percentuais.

De acordo com o levantamento, Ciro Gomes (PDT) aparece em terceiro, com 6%. A seguir vêm o deputado federal André Janones (Avante-MG) e a senadora Simone Tebet (MDB-MS), com 2% cada, e o palestrante Pablo Marçal (Pros), que ficou com 1%.

Caso seja necessária uma segunda rodada de votação, que ocorreria em 30 de outubro, Lula venceria Bolsonaro por 53% a 34%, apontou o levantamento do instituto Quaest encomendado pela Genial Investimentos. No mês passado, a vantagem de Lula era maior, com 54% a 32%.

O petista também venceria um eventual segundo turno contra Ciro --52% a 25%-- e um duelo com Tebet --55% a 20%--, apontou a pesquisa.

O levantamento também apontou que a avaliação negativa do governo de Bolsonaro está em 47%, no mesmo patamar do mês passado, ao passo que o percentual dos que avaliam o governo de forma positiva oscilou de 25% para 26% e aqueles que veem o governo como regular somam 25%, contra 26% na sondagem anterior.

O instituto Quaest ouviu 2.000 pessoas de forma presencial entre os dias 29 de junho e 2 de julho.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos