Luciano marca duas vezes e classifica São Paulo contra o América-MG para semifinal da Copa do Brasil


Não foi desta vez que o coração do torcedor do São Paulo precisou bater menos do que deveria em um mata-mata. Se na etapa inicial Luciano marcou duas vezes e parecia encaminhar uma classificação tranquila ao Tricolor, na etapa final Miranda foi expulso, o cansaço voltou a bater e o time do Morumbi viu o América-MG alcançar o empate em 2 a 2 no Independência, precisando segurar o resultado até o final para garantir a vaga na semifinal da Copa do Brasil. Mas, no final, deu certo: São Paulo classificado.

Galeria
> ATUAÇÕES: Mesmo com falhas de Reinaldo, Luciano é o homem da classificação do São Paulo


O jogo, claro, não foi com a superioridade que o torcedor esperava para o Tricolor. Após os gols do camisa 11, o Coelho chegou a diminuir em um pênalti apontado pelo VAR. O que de certa forma até ajudou na qualidade da partida em si, já que os mandantes precisaram abandonar a estranha postura de esperar o time do Ceni para buscar algo em contra-ataque.

E foi aí que o América descobriu as fragilidades são-paulinas. Em uma jogada de ataque aos 13' da etapa final, Miranda foi expulso pelo segundo amarelo. E a casa tricolor quase caiu. Quase. Everaldo fez o segundo dos mandantes e o que parecia uma classificação calma se transformou em mais momentos de agonia nas histórias que o clube do Morumbi vêm escrevendo nesta temporada.

Menos mal que, como em outros momentos, o caminho do clube que se auto-intitula 'da fé' parece mesmo movido por forças superiores e o São Paulo agora chega à sua terceira semifinal do ano (alcançou a marca no Campeonato Paulista e duela por esta fase ante o Atlético-GO na Copa Sul-Americana).

Na Copa do Brasil, o adversário da vez será o temido Flamengo. Resta ao torcedor acreditar que o estoque de milagres do Morumbi é realmente grande o quanto parece. Os mandos de campo serão definidos nesta sexta-feira, pela CBF. O primeiro confronto já é na próxima semana.

America MG x São Paulo
America MG x São Paulo

São Paulo sofreu no segundo tempo, mas avançou de fase (Rodney Costa / Lancepress!)

O JOGO

Para quem esperava um América mais atuante em campo, deve ter se surpreendido com uma equipe mandante que esperou pelo São Paulo e passou a jogar no erro do adversário paulista.

Esse movimento, por si só, travou o jogo em seu início. Muita discussão, muito toque de bola, muita jogada ríspida e pouca efetividade em si.

Pelo lado são-paulino, Igor Vinícius parecia ser o mais lúcido na construção das jogadas e na visão do que precisava ser feito para quebrar uma escrita que parecia ser um estigma: a falta (ou deficiência mesmo?) de finalizações do Tricolor.

América-MG x São Paulo
América-MG x São Paulo

América-MG reagiu contra o São Paulo, ficou no empate, mas não conseguiu a vaga (Foto: Mourão Panda / América)


Aos 22', saiu dos pés do camisa 2 o lance que mudou tudo. Ele encontrou Igor Gomes na área, no desarme a bola sobrou com Rodrigo Nestor, que encontrou de primeira Luciano, livre, para acertar um belo chute da entrada da área e abrir o placar no Independência.

O gol parecia ser o gatilho necessário para que as coisas mudassem no campo. E foi exatamente o que aconteceu. Aos 27', o Tricolor chegou de novo. Igor Gomes deu passe para Calleri, que de novo encontrou Luciano dentro da área. O camisa 11, sem espaço, rolou para Reinaldo tentar duas vezes a finalização, sem sucesso.

O ritmo era intenso demais para o Tricolor se contentar com um gol apenas. E aos 28', veio o segundo gol, do jogo, do São Paulo e de Luciano. O camisa 11 recebeu passe na medida de Calleri, que dominara um chutão de Diego Costa com categoria ímpar, e driblou Iago Maidana duas vezes para chutar e ampliar a contagem.

Com a vantagem no marcador, era natural que o Tricolor diminuísse um pouco o ímpeto e cadenciasse o seu ritmo. E o América aproveitasse para crescer de produção.

Aos 30', Juninho desviou cruzamento para a área e exigiu boa aparição de Jandrei. Oito minutos depois, foi a vez de Iago Maidana aparecer livre na entrada da área são-paulina e arriscar o chute, para o arqueiro paulista espalmar para escanteio.

Aos 41', contudo, o lance capital para o América. Após cruzamento na área, Reinaldo tirou a bola de Maidana. O VAR apontou e o árbitro marcou o pênalti. Wellington Paulista correu e bateu fácil, já que Jandrei caíra antes tentando adivinhar o lado.

MIRANDA É EXPULSO E EMOÇÕES VOLTAM A DOMINAR O TRICOLOR

Na volta do intervalo, o gol de pênalti parece ter motivado muito o América, que abandonou de vez a postura calculista para se lançar ao ataque. E aí as deficiências do Tricolor ficaram evidentes.

Aos 10', Matheusinho recebeu na entrada da área, driblou Léo no mano a mano e chutou forte de perna esquerda. Quatro minutos depois, foi a vez de Danilo Avelar subir sozinho dentro da área e cabecear com perigo um cruzamento.

Mas o pior veio para os paulistas. Aos 12', Miranda fez falta boba em Everaldo e acabou recebendo o segundo cartão amarelo, sendo expulso e expondo o Tricolor a mais de 30 minutos de partida com um a menos.

O São Paulo chegou a reagir em alguns lances seguidos. Aos 18', Nestor encontrou Pablo maia e o volante finalizou de fora da área para boa defesa de Cavichioli.

Mas foi só. Logo no minuto seguinte, o América conseguiu parte de seu objetivo. Pedrinho fez excelente cruzamento para Everaldo, que se antecipou à marcação e desviou com o pé para empatar.

Aí começou o drama tricolor, que se fechou de vez na defesa e viveu mais alguns momentos de drama em um mata-mata. Para começar, aos 29' Juninho recebeu de Wellington Paulista e finalizou duas vezes levando perigo.

Parecia que ia se iniciar um bombardeio americano sobre os paulistas, mas os brios são-paulinos em mata-mata se mostram eficazes em situações como essas e o bloqueio montado por Ceni - além da experiência são-paulina em amarrar o jogo em momentos cruciais - barrou as tentativas dos mandantes de pelo menos levar a disputa para os pênaltis.

PRÓXIMOS JOGOS

São Paulo e América voltam a campo já neste final de semana, pelo Campeonato Brasileiro, competição onde ambos ocupam o chamado 'meio de tabela'. O Tricolor faz o clássico com o Santos, às 19h (de Brasília), na Vila Belmiro. Uma hora antes no mesmo dia, o Coelho enfrenta o Athletico, em Curitiba (PR).

Pela Copa do Brasil, o Tricolor volta a campo já na próxima quarta-feira (24) pelo primeiro jogo da semifinal ante o Flamengo. O local do jogo ainda será sorteado pela CBF. A volta é só na semana do dia 14 de setembro.

FICHA TÉCNICA
AMÉRICA-MG 2 x 2 SÃO PAULO
COPA DO BRASIL - QUARTAS DE FINAL - JOGO DE VOLTA

Local: Arena Independência, Belo Horizonte (MG)
Data e hora: 18/08/2022 (quinta-feira), às 21h (de Brasília)
Árbitro: Braulio da Silva Machado (SC)
Assistentes: Kleber Lucio Gil (SC) e Fabrício Vilarinho da Silva (GO)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)
Público e renda: não informado

Cartões amarelos: Everaldo, Matheusinho, Danilo Avelar, Éder, Alê e Índio Ramirez (América-MG); Luciano e Igor Vinícius (São Paulo)
Cartões vermelhos: Miranda ais 13min do 2ºT (São Paulo)

GOLS
Luciano aos 22min do 1ºT (0-1), Luciano aos 28min do 1ºT (1-1), Wellington Paulista (pênalti) aos 42min do 2ºT (1-2) e Everaldo aos 19min do 2ºT (2-2)

AMÉRICA-MG
Matheus Cavichioli; Raúl Cáceres (Patric 35/2), Iago Maidana (Matheuzinho, intervalo), Éder e Danilo Avelar; Ricardo Silva, Juninho e Alê (Henrique Almeida 21/2); Everaldo, Pedrinho (Felipe Azevedo 27/2) e Wellington Paulista (Aloísio 35/2)
Técnico: Vagner Mancini.

SÃO PAULO
​Jandrei; Diego Costa, Miranda e Léo; Igor Vinicius (Rafinha 37/2), Pablo Maia, Igor Gomes (Alisson 26/2), Rodrigo Nestor e Reinaldo (Welington 16/2); Luciano (Nikão 16/2) e Calleri (Patrick 37/2)
Técnico: Rogério Ceni