Luan, Murilo ou Gómez? A 'dor de cabeça' boa da defesa do Palmeiras

Luan, Murilo e Gustavo Gómez disputam titularidade absoluta no Palmeiras (Fotos: Cesar Greco/Palmeiras)


A comissão técnica e torcida do Palmeiras enfrentam uma ‘dor de cabeça’ boa ao tentar decidir quem será um jogador fixo na zaga alviverde. Luan, Murilo e Gustavo Gómez apresentam bons números e disputam a titularidade de maneira sadia e com uma competitividade positiva.


GALERIAS

> Gómez no pódio! Lista atualizada de zagueiros-artilheiros do Verdão
> Saiba os clubes do Brasil com mais sócios-torcedores

Por conta de uma grave lesão muscular, Luan não entrava em campo desde a final do Mundial de Clubes, realizada no dia 12 de fevereiro. Preparado pela comissão técnica e todo o estafe do clube, o defensor retornou aos gramados contra o Atlético Mineiro, onde parece não ter sentido maiores dificuldades e ajudou a equipe a manter o 0 a 0 no placar.

Contudo, depois de mais uma boa atuação diante do Coritiba, o camisa 13 precisou se reafirmar e se reerguer por conta de algumas críticas na partida contra o Atlético-GO. O zagueiro fez um gol contra que abriu o placar para a equipe goiana.

Apesar de uma infelicidade, é fato que, nas duas jogadas posteriores, que iniciaram uma virada histórica do Verdão, Luan tenha participado diretamente e se redimido não só com o torcedor, mas consigo mesmo. Hoje, o zagueiro se destaca com 145 passes certos e apenas 12 errados, além de acumular oito desarmes providenciais ao longo do retorno aos gramados.

TABELA
> Confira a tabela completa e simulador do Brasileirão 2022!

Murilo, por sua vez, foi contratado no início do ano para ser uma alternativa aos dois titulares (Luan e Gómez), assim como Kuscevic. Vale lembrar que ele é o zagueiro pela esquerda que Abel tanto pediu em sua lista de reforços para esta temporada. Sem Luan, lesionado, o ex-Lokomotiv-RUS deu conta do recado e não saiu mais do time.

O camisa 26 é o zagueiro que vem tendo a maior sequência neste ano, segurando as pontas enquanto o companheiro estava machucado, como dito acima, ou quando o capitão Gómez havia sido convocado. No Brasileirão, Murilo acumula um gol marcado, dez desarmes importantes, além de ser vice-líder em mais passes certos no clube, sendo 502.

Já Gustavo Gómez é um caso à parte na defesa palmeirense. O defensor apresenta números ‘anormais’ para a posição e briga, inclusive, pela artilharia do Campeonato Brasileiro. Com seis gols marcados, o paraguaio já soma mais bolas na rede que muitos jogadores de concorrentes diretos na Série A.

O capitão palmeirense é o quarto maior goleador do torneio, apenas atrás de Calleri (São Paulo), Mendoza (Ceará) e Cano (Fluminense) e ao lado de nomes como Hulk (Atlético-MG), Erison (Botafogo) e Marcos Leonardo (Santos). Na média de chances claras criadas por jogo, o zagueiro fica atrás apenas do centroavante são-paulino entre todos os jogadores que disputam o campeonato (0,67 contra 0,69 do argentino).

Além disso, Gómez apresenta 336 passes executados corretamente, oito desarmes providenciais e 16 lançamentos certos que, eventualmente, geraram jogadas ofensivas perigosas para o Verdão.

Enquanto não há uma decisão concreta – que talvez nem haja – sobre qual será a dupla titular absoluta, o técnico Abel Ferreira e sua comissão técnica optam pelo esquema com três zagueiros, onde todos eles podem continuar colaborando com uma defesa sólida e invejável.

Contudo, com Gómez aberto pela direita e algumas ‘confusões’ em relação às devidas posições defendidas pelos jogadores, talvez seja preciso fazer algumas correções e caprichar em cada escolha.

- Entrar em campo com três zagueiros é uma opção técnica, principalmente contra equipes que têm mais profundidade e atacam mais pelos lados do campo. Mas em alguns jogos precisamos de um Plano B e precisamos arriscar. Tirar um ou outro é apenas estratégia. Contra o São Paulo, tiramos o Luan que é um jogador que ficou três meses sem competir e tem uma sequência de jogos muito grande. Apenas isso. Estratégia - disse o auxiliar técnico, João Martins, em coletiva após a vitória do Palmeiras sobre o São Paulo no Brasileirão.

A verdade é que isso leva a Abel Ferreira uma "dor de cabeça boa", já que ele passa a contar com três zagueiros prontos para serem titulares, além de Kuscevic, que tem sido muito consistente quando acionado. Com o grupo na mão e sempre com um plano, o treinador alviverde passa a acompanhar de perto essa disputa sadia entre os atletas e sabe que, aquele que estiver em campo, dará seu melhor e não prejudicará, de maneira nenhuma, o andamento vitorioso do clube.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos