Luan desencanta, Santos bate o Athletico e volta a vencer no Brasileirão

SANTOS, SP, 27.09.2022 – SANTOS-ATHLETICO-PR: Luan, do Santos, comemora seu gol com jogadores de sua equipe - Partida entre Santos e Athletico-PR, válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2022, realizada no estádio Vila Belmiro, na Baixada Santista, na noite desta terça-feira. (Foto: Fernanda Luz/Agif/Folhapress)
SANTOS, SP, 27.09.2022 – SANTOS-ATHLETICO-PR: Luan, do Santos, comemora seu gol com jogadores de sua equipe - Partida entre Santos e Athletico-PR, válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro Série A 2022, realizada no estádio Vila Belmiro, na Baixada Santista, na noite desta terça-feira. (Foto: Fernanda Luz/Agif/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O Santos voltou a vencer no Campeonato Brasileiro após quatro jogos. Na noite desta terça-feira (27), na Vila Belmiro, o Peixe bateu o Athletico-PR por 2 a 0. Luan desencantou e abriu o placar na partida da 28ª rodada, balançando a rede depois de mais de um ano de jejum. Nos acréscimos da etapa final, o time da casa ampliou em gol contra do goleiro Bento.

Com o resultado, o Santos do interino Orlando Ribeiro chega a 37 pontos e sobe na tabela e se recupera de três derrotas seguidas. O clube ocupa a nona colocação, igualando as pontuações de São Paulo e Goiás, que ainda joga na rodada. O Athletico fica estacionado com 44 pontos, na sexta posição, e não entra no G4.

Na próxima rodada do Brasileirão, o Santos visita o Internacional. A partida acontece no sábado (1º), às 15h, no Beira-Rio. Já o Athletico recebe o Juventude, na Arena da Baixada, às 19h do mesmo dia.

LUAN DESENCANTA

Luan só foi titular porque Soteldo está com a seleção venezuelana. Mas o camisa 20 aproveitou a chance e voltou a balançar a rede após 509 dias. Felipe Jonatan cruzou para a área e o meia deu uma cabeçada consciente.

Emprestado ao Peixe depois de perder espaço no Corinthians, Luan estava há mais de um ano sem fazer um gol em partidas oficiais. O último tento havia sido pelo clube de Itaquera, em 6 de maio de 2021, contra o Sport Huancayo, do Peru, pela Copa Sul-Americana.

"É até difícil falar. Eu fiquei muito tempo sem começar uma partida. Foi muito difícil, trabalhando no dia a dia sem jogar, é complicado para todo jogador. Mas eu não desanimei, continuei trabalhando e hoje pude começar uma partida depois de tanto tempo. (...) A sensação é inexplicável de poder começar uma partida e marcar um gol. Me deixa mais confiante para ajudar o Santos", afirmou Luan ao 'Sportv'.

O CHORO DE MAICON

Referência do elenco do Santos, Maicon só ficou em campo por cerca de 15 minutos. O zagueiro sentiu uma lesão, caiu e precisou ser substituído por Luiz Felipe. O defensor acusava dores na coxa e deixou o gramado chorando.

VAR ANULA PÊNALTI

Aos 25 minutos do primeiro tempo, Marcos Leonardo e Ângelo inverteram os papéis. O camisa 9 deu bom passe para o ponta, que caiu após disputa com Khellven e o goleiro Bento. Bráulio da Silva Machado marcou pênalti, mas, acionado por Rodrigo D'Alonso Ferreira, responsável pelo VAR, reviu o lance no monitor e cancelou a marcação.

O JOGO DO SANTOS

Sem Soteldo, a serviço da seleção venezuelana, Orlando Ribeiro escalou Luan e Carlos Sánchez no meio de campo do Peixe. A estratégia deu certo, pois povoou a região e o time mandante conseguiu explorar a velocidade de Marcos Leonardo e Ângelo na frente. O segundo, em especial, circulou por todo o campo e infernizou a zaga adversária. Na defesa, o Peixe se defendeu baixo para tentar dificultar para o Athletico.

O JOGO DO ATHLETICO

Bento, Fernandinho e Vitinho voltaram à equipe do Furacão, que não estava em uma noite inspirada ofensivamente. Sem muita mobilidade e velocidade pelas pontas, o Athletico teve dificuldade para levar perigo ao gol de João Paulo. A situação melhorou após as entradas de Marlos e Vitor Roque.

CRONOLOGIA

Felipe Jonatan foi acionado no lado esquerdo do ataque, fez boa jogada e cruzou na medida. Luan apareceu entre os zagueiros e abriu o placar para o Santos, aos 35 minutos do primeiro tempo. Nos acréscimos da etapa final, o Peixe ampliou em contra-ataque. Lucas Barbosa recebeu, cruzou para a área e após bate-rebate, a bola cruzou o gol.

UNIFORME COM HOMENAGENS

O Santos estreou a nova camisa 3 na noite desta terça. A peça, que homenageia países africanos, foi lançada com uma campanha que relembra os 50 anos do cessar fogo em uma guerra na Nigéria, em 1969, para que o Santos de Pelé pudesse jogar no país.

O Peixe recebeu autoridades do continente vizinho e exibiu bandeiras africanas antes de a bola rolar. Os jogadores também estamparam nomes dos países nas costas e um grupo de refugiados entrou em campo com o time na cerimônia de abertura da partida.

SANTOS

João Paulo; Nathan, Maicon (Luiz Felipe), Bauermann, Felipe Jonatan; Camacho (Lucas Braga), Zanocelo, Carlos Sánchez (Sandry), Luan (Lucas Barbosa); Ângelo e Marcos Leonardo. T.: Orlando Ribeiro (interino)

ATHLETICO-PR

Bento; Khellven, Matheus Felipe, Thiago Heleno, Nico; Hugo Moura (Alex Santana), Fernandinho, Terans (Marlos); Vitor Bueno (Vitor Roque), Vitinho (Cuello) e Pablo (Rômulo). T.: Luiz Felipe Scolari

Estádio: Vila Belmiro, em Santos

Juiz: Bráulio da Silva Machado

VAR: Rodrigo D'Alonso Ferreira

Cartões amarelos: Felipe Jonatan, Nathan, Marcos Leonardo (Santos); Pablo, Alex Santana, Matheus Felipe (Athletico)

Gols: Luan, aos 35min do primeiro tempo, e Bento (contra), aos 47min do segundo tempo