Luís Castro critica organização do Botafogo e admite dificuldades no trabalho: 'Poucas coisas resolvidas'

Luís Castro conta com vitória para seguir boa sequência no Alvinegro (Foto: Vítor Silva/Botafogo)


Luís Castro chegou ao Botafogo em março deste ano e vem tendo que lidar com um importante período de reformulação dentro do clube. Durante uma longa entrevista, o treinador ressaltou as dificuldades encontradas em seu trabalho no Glorioso.

+ Lembre os últimos jogos da Seleção Brasileira antes de Copas do Mundo

- Elas foram muito além do que eu esperava (dificuldades). Não pensava que não teria um campo para treinar. Só para exemplificar. Os jogadores equipam-se há duas semanas a esta parte em um balneário. Não tinha um balneário comum, tinham que equipar-se de forma separada até então - declarou Luís Castro em entrevista ao jornal "Record", de Portugal.

- Em seis meses, poucas coisas foram resolvidas. O clube não tem um centro de treinos, há um problema de organização - completou.

+ Júnior Santos elogia elenco do Botafogo, relembra período no Japão e revela idolatria por Ronaldinho

O treinador também ressaltou a dificuldade de disputar um Brasileirão, afirmando que é um dos campeonatos mais difíceis do mundo.

- No Botafogo, tenho a oportunidade de disputar um dos campeonatos mais difíceis do mundo. São sete, oito equipes que disputam o título. Oito equipes lutam para permanecer na Série A. Se somarmos, são 16 de um total de 20. Portanto, apenas quatro ficam ali no meio da tabela. É um campeonato muito intenso e competitivo.

+ Luís Castro analisa momento do Botafogo e ressalta 'mentalidade vencedora' do elenco

O Botafogo entra em campo nesta quarta-feira, contra o Goiás, às 21h45, na Serrinha, em partida válida pelo Brasileirão. Fora de casa, Luís Castro vai em busca da segunda vitória consecutiva na competição.