Lisca divide com os jogadores do Santos a culpa pela derrota na Vila

Lisca deixou o Santos e vai trabalhar na reta final do Brasileirão pelo Avaí (Foto: IMAGO / Fotoarena)


O Santos perdeu por 2 a 1 na noite desta segunda-feira para o Goiás, na Vila Belmiro. Após o jogo, o técnico Lisca avaliou a atuação de sua equipe. Para o treinador, o Peixe criou oportunidades, mas errou em pontos que já estavam mapeados.

- A partida começou praticamente 1 a 0 para o Goiás. A gente já tinha essa jogada mapeada, faltou ter mais atenção. Depois, tomamos conta do jogo, fomos, agredimos, várias chances. Tadeu esteve em uma noite boa. Conseguimos o empate. Sentamos no jogo, erramos mais uma vez. O Goiás deu três chutes e fez dois gols. Mérito do Pedro, do Dadá. Nós tentamos, lutamos com todas as forças, colocamos o time para frente. Hoje era um dia ‘não’ para nós - disse Lisca.

+ Veja a tabela do Brasileiro e simule os resultados dos jogos

Após a derrota, foi possível ouvir algumas vaias e gritos de “burro” ao treinador na Vila. Lisca, porém, tratou com naturalidade o episódio e citou a falta de títulos e boas temporadas do clube para a circunstância.

- As críticas são normais. Torcedores estão ansiosos pela vitória. O treinador é o representante principal. A responsabilidade é de todos. Minha, como treinador, dos jogadores. E isso faz parte quando um time grande vem de temporadas que não são condizentes com que o torcedor quer - completou o treinador.

O Santos agora terá uma nova semana livre para Lisca trabalhar. Na próxima rodada, sábado, a equipe entrará em campo para enfrentar o Ceará, na Arena Castelão.