Lewandowski critica "politicagem" do Bayern

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BENGALURU, Índia (Reuters) - O atacante polonês Robert Lewandowski criticou a "politicagem" do ex-clube Bayern Munich depois de deixar a equipe para juntar-se ao Barcelona.

Lewandowski, que marcou 344 gols pelo Bayern em 375 jogos, se juntou ao Barcelona em um acordo no valor de 45 milhões de euros (45,98 milhões de dólares) no início deste mês, depois de forçar uma mudança do clube alemão.

O jogador de 33 anos havia dito em maio que sua história com o Bayern havia acabado e ele não conseguia se imaginar com os campeões alemães, que não estavam ansiosos para deixar o segundo maior artilheiro de todos os tempos da Bundesliga ir embora.

"Eu tinha um relacionamento muito bom com meus companheiros de equipe do Bayern, com a equipe, com o treinador, e essas são todas as coisas que vou sentir falta porque passei um tempo maravilhoso lá", disse Lewandowski à ESPN na sexta-feira.

"Tudo o que aconteceu nas últimas semanas antes de eu deixar o Bayern, isso também foi, claro, muita politicagem."

"O clube tentou encontrar um argumento para eles poderem me vender para outro clube, porque talvez antes era difícil explicarem para os torcedores. E eu tive que aceitar isso, mesmo que um monte de besteira tenha sido dita sobre mim."

Lewandowski acrescentou que sua decisão de deixar o Bayern não teve nada a ver com a busca do clube pelo atacante norueguês Erling Haaland, que se juntou ao Manchester City, da Premier League.

Representantes do Bayern não comentaram o assunto.

(Por Aadi Nair)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos