Lesão tira ex-número um do mundo Naomi Osaka de Wimbledon

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A ex-número um do mundo Naomi Osaka anunciou neste sábado (18), no Twitter, que não disputará o Torneio de Wimbledon, que começa em 27 de junho, devido a uma lesão persistente no tendão de Aquiles.

"Meu tendão de Aquiles ainda não está curado, então, nos veremos na próxima vez", escreveu a tenista japonesa em sua conta oficial.

"Desejamos a você uma rápida recuperação e um retorno com boa saúde", devolveram os organizadores do torneio, em outro tuíte, em resposta ao de Osaka.

Há três semanas, a vencedora de quatro torneios do Grand Slam deu a entender que estava hesitante em participar de Wimbledon, por ser uma competição que não concede pontos no ranking da WTA, devido à exclusão de tenistas russas e bielorrussas do evento em Londres.

"Tenho a impressão de que se eu participar de Wimbledon, sem pontos em jogo, o torneio se tornará um pouco um teste de exibição (...) Ainda não tomei minha decisão, mas estou mais inclinada a não jogar, dado as circunstâncias atuais, mas isso pode mudar", explicou em entrevista coletiva após sua eliminação na primeira rodada de Roland Garros.

"Tenho cada vez mais a impressão de que o torneio parece uma exibição. Simplesmente eu não posso ir para lá 100%", explicou a tenista de 24 anos, que caiu para a 43ª posição no ranking da WTA e que nunca chegou às oitavas de final na grama de Londres.

A WTA, assim como a ATP, que administra respectivamente os circuitos feminino e masculino, anunciou que não distribuirá pontos no Grand Slam de Londres se mantiver sua decisão de excluir tenistas russos e bielorrussos, devido ao conflito na Ucrânia.

hap/jde/psr/dr/tt/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos